Burning Song XIII [Chet Baker – My Funny Valentine]

Empolgado pelo frio que chegou novamente a São Paulo e pelo lançamento do novo filme do Woody Allen, tenho escutado bastante Jazz, principalmente Chet Baker. Como havia tempo que a tag Burning Song não aparecia por aqui, resolvi trazê-la de volta para compartilhar a música My Funny Valentine do apaixonado Chet Baker.  Além de ser uma das minhas favoritas, é uma excelente trilha para uma noite fria com uma bela companhia ou uma taça de vinho [ou os dois].

My Funny Valentine

Your my funny Valentine, sweet comic Valentine,
You make me smile with my heart,
Your looks are laughable, Unphotographable
Yet you´re my favourite work of art

Is your figure less than Greek?
Is your mouth a little weak?
When you open it to speak, are you smiling?
But don´t change a hair for me,
Not if you care for me.
Stay little valentine, stay!
Each day is Valentine´s Day

Each day is Valentine´s Day

 

Anúncios

Burning Song XII [There Is A Light That Never Goes Out – Morrissey]

Gosto muito da voz do Morrissey e muito da letra dessa música, uma música que sempre me acompanha nas minhas longas viagens e que na noite de ontem ficou tocando na minha cabeça. As vezes precisamos de um porto seguro, uma luz que nunca se apaga.

There Is A Light That Never Goes Out

Take me out tonight
Where there’s music and there’s people
Who are young and alive
Driving in your car
I never never want to go home
Because I heaven’t got one
Anymore

Take me out tonight
Because I want to see people
And I want to see lights
Driving in your car
Oh please don’t drop me home
Because is not my home, is their home
And I’m welcome no more

And if a double decker bus
Crashes into us
To died by your side
It’s such a heavenly way to die
And if a ten ton truck
Kills the both of us
To died by your side
Well, the pleasure and the privilege is mine

Take me out tonight
Oh, take me anywere, I don’t care
I don’t care, I don’t care
And in the darkned underpass
I tought ‘Oh God, my chance has come at last’
But then a strange fear gripped me
And I just couldn’t ask

Take me out tonight
Don’t take me anywere, I don’t care
I don’t care, I don’t care
Driving in your car
I never, never want to go home
Because I heaven’t got one, no, no, no
Oh, I heaven’t got one

And if a double decker bus
Crashes into us
To died by your side
It’s such a heavenly way to die
And if a ten ton truck
Kills the both of us
To died by your side
Well, the pleasure and the privilege is mine

There is a light that never goes out
There is a light that never goes out
There is a light that never goes out
There is a light that never goes out
There is a light that never goes out…

O malditovivant volta na quarta com dica de livro

Burning Song V [Rolling Stones – Plundered My Soul]

No ano passado, os técnicos de som descobriram por acaso esse som dos Stones. Ele faria parte do disco Exile On Main Street, mas na hora de fazer a seleção esse som ficou de fora e foi esquecido e só reencontrado 30 anos depois.

O disco Exile On Main Street, foi criado em um exílio dos Stones. Na época a banda estava foragida da Inglaterra, por conta do Fisco e a forte perseguição as Drogas, assim a banda foi para uma pequena cidade no sul da França e resolveu gravar esse disco.

Na época do seu lançamento o Disco não recebeu seu devido valor, mas o tempo provou que o Disco é excelente e hoje ele é considerado um dos maiores discos de Rock de todos os tempos.

 

 

Plundered My Soul

can you believe it
i won no medals
in this love game
i’ve been resting on my laurels
i’m a bad loser
i’m a yard off my pace
i smell rubber
and i soon discover
that you’re gone for good
my indiscretions made a bad impression
guess i was misunderstood

i thought you needed my lovin’
but its my heart that you stole
i thought you wanted my money
but you plundered my soul

i started asking around
but ya friends pretty lips were sealed
i wrote a letter full of trite confessions about wounds that heal
i heard some gossip
you become an alcoholic
you were dryin’ out
so i phoned every clinic
in the yellow pages
not a trace I found

i thought you needed my lovin’
but its my heart that you stole
i thought you wanted my money
but you plundered my soul

i hate quittin’
but i’m close to admittin’
i’m a sorry case
but on quiet reflection
my sad rejections not total disgrace
but i do miss your quick repartee
and the smile that lights up your face
but you’ll be a hard act to follow
a bitter pill to swallow
you’ll be tough, you’ll be tough to replace

i thought you wanted my lovin’
but its my heart that you stole
you’re the one trick up my sleeve
my ace in the hole
i thought you wanted my money
but you plundered my soul
oh plundered my soul

 

 

Ouvindo no Ipod [Divas ao Piano] #9

Divas ao Piano, uma combinação maravilhosa.

O IpodBurn dessa vez, largou o tema da paixão para se dedicar as novas Divas da música internacional [não estou falando da Lady Gaga], as selecionadas são as mais talentosas cantoras dessa nova geração, que com seu estilo único e sua reverencia ao clássico, mantém a tradição das maravilhosas Divas do Passado.


Todos os sons são acompanhados pelo Piano que sempre fez o par perfeito, com os grandes compositores.

5ºDiane Birch – Fire Escape [What makes the hurt go away?/The fire escape?/When all that I can do is ache/Cuz you’ve gone away/You’ve gone away/My bleeding heart/It ain’t gonna be the same without you/Aw to think of all the we’ve been thru/Oh I know I know]

Diane Birch tem despertado bastante a curiosidade dos Brasileiros, ainda mais que sua música [Valentino] está na novela das 18hs, mas a cantora tem muito mais a mostrar do que a simples e Pop Valentino.

Diane teve uma educação clássica por conta dos pais serem da Igreja Adventista, cresceu ouvindo ópera, música clássica, música sacra. Isso influenciou suas canções e sua maneira de tocar piano, instrumento que já domina desde os 7 anos. Diane Birch tem tudo para ser uma grandiosa estrela, a prova disso é Fire Escape, onde vemos o poder da sua bela voz.

Impossível não olhar para Diane

4ºNorah Jones – You’ve ruined me [You’ve ruined me now/But I liked it but I’m ruined/Do you have a plan?/’Cause I’m in your hands/You’ve ruined me now/Though I liked it now I’m ruined/I had no choice/When I heard your voice]

A talentosa Norah Jones, já está em seu quarto Disco e não pode se considerar mais uma novata. Ela se formou em Piano e Jazz na faculdade e é considerada por muitos especialistas a salvação do Jazz feminino, sua maior influência musical.

Norah vai tocar nesta semana no Brasil [clique aqui e saiba mais].

O Sorriso de Norah

3ºCat Power –Maybe Not [We all do what we can/So we can do just one more thing/We can all be free/Maybe not in words/Maybe not with a look/But with your mind]

Cat Power sempre flertou com a loucura e a genialidade. Filha de um famoso Pianista Americano, aprendeu logo cedo tudo sobre o instrumento. Na adolescência largou tudo e foi morar em N.Y para tocar piano e se apresentar em shows, logo em seguida gravou 3 CDs. No meio de tudo isso entra em um período de esquecimento e se casa, largando tudo.

Em uma noite de pesadelos sonha com a letra de Moon Pix, esse seria seu retorno depois de um hiato de 2 anos, em seguida começa uma série de turnês ao redor do mundo. Por conta da pressão adoece e se interna em uma clínica e em 2000 volta com força total com mais 3 discos geniais.

Cat - Genialidade e Loucura

2ºShe & Him – I thought I saw your face today [I thought/I saw your face today/But I just/Turned my head away/Your face/Against the trees/But I just see/The memories/As they come/As they come]

She & Him, tem sido a nova revelação da música Indie, Zooey Deschanel a bela atriz do filme 500 dias com ela [Clique e leia sobre] resgata a tradição do Piano em seus discos que prezam pela simplicidade musical.

Algumas das mais belas canções são levadas ao piano, acompanhadas de bateria e guitarra tocadas por Ward [Him]. Zooey se mostra como uma Diva versátil assim como as clássicas do passado. Tudo isso Graças a sua formação artistica.

Zooey Deschanel...simplesmente linda

1ºRegina Spektor – Braille [And it was raining cats and dogs out side of her window/And she knew they were destined to become sacred road kill on the way/And she was listening to the sound of heavens shaking/Thinking about puddles, puddles and mistakes]

Regina Spektor é simplesmente Genial. A jovem Pianista de origem Russa, se erradicou nos Estados Unidos, junto com sua família fugindo da cortina de ferro do Muro de Berlin.

Os temas mais usados nas letras de Regina Spektor incluem amor, morte, religião [particularmente referências bíblicas e Judaicas], vida na cidade [particularmente referências a Nova Iorque], e certas palavras chave recorrem em várias músicas diferentes, como referências a Coveiros a “Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal” e o nome “Mary Ann[q até hj não foi explicado].

Regina e seu Piano

Agora que vc já conheceu um pouco mais sobre elas [clique aqui] e baixe as músicas, agora em um servidor mais tranquilo e confiavel.

Ouvindo no Ipod (Trilogia do Amor – Fase Azul) #8

“A felicidade não passa de um sonho, e a dor é real… Há oitenta anos que o sinto. Quanto a isso, não posso fazer outra coisa senão me resignar, e dizer que as moscas nasceram para serem comidas pelas aranhas e os homens para serem devorados pelo pesar.” Arthur Schopenhauer

Chegamos ao Final da trilogia do Amor, um dos Posts mais polêmicos da casa.

A fase azul é a fase da tristeza, do fim do relacionamento, onde o que era “Um” volta a se dividir. Mas este não é o fim, pois nunca deixamos de amar, apenas damos um tempo e apesar de toda essa tristeza que vai te assolar, vc vai tentar novamente, pq o ser humano também é viciado em dor.

Picasso vivenciou muito bem a tristeza e foi onde produziu seus mais belos quadros [clique aqui e leia].

Ame o amor e ame a dor…Fase final a fase Azul. [Na segunda teremos um Post Especial falando do amor]

5ºGenesis – Misunderstanding [There must be some misunderstanding/There must be some kind of mistake/I was waiting in the rain for hours/And you were late]

Vc sabe que o amor acabou, sabe que não há mais volta, mas mesmo assim não quer seguir em frente, vc vai atrás da pessoa. E ela para acabar com vc te deixa esperando na chuva por horas e horas, nesse momento vc descobre que é o fim.


4º Kate Nash – Foudations [My fingertips are holding onto the cracks in our foundation,/And I know that I should let go,/But I can’t.]

Esse foi o primeiro Single lançado pelo Kate Nash no seu primeiro disco. Ele fala de quando não conseguimos mais juntar os pedaços da relação, quando as coisas não dão mais certo, o respeito acaba e só restam lembranças.

Por mais estranho que pareça a Kate Nash foi responsável pelo fim de um dos meus casos amorosos.


3º Chris Isaak –Wicked Game [The world was on fire and no one could save me but you./It’s strange what desire will make foolish people do./I never dreamed that I’d meet somebody like you./And I never dreamed that I’d lose somebody like you.]

Essa música foi um HIT dos enamorados, mas pode ser visto também como o HIT da dor. Vc sabe que o amor é um jogo perigoso desde que começou com tudo isso, se vc está sofrendo, se vc caiu nas suas armadilhas a culpa é toda sua. Vc sabe que no final vai acabar com um coração partido

E como diz Chris Isaak no final da música: “Nobody loves no one”


2º AeroSmith – Hole In My Soul [Yeah there’s a hole in my soul/But one thing I’ve learned/For every love letter written/There’s another burned].

A idéia desta trilogia do Ipod Burn veio após ver o clipe desta música, comecei a me lembrar do que o amor faz com a gente, e todas as fases. Aqui Steven Tyler canta a dor, e começa a desprezar toda e qualquer forma de amor.

Pq ele está machucado e como diz em um dos versos: Tem um buraco em minha alma, sim eu deveria conhecer melhor/Pois seu amor é como um espinho sem uma rosa.

E vc agora está assim, se curando das feridas do seu último relacionamento, com o tempo vc vai se curar e estar pronto para outro, mas nunca vai ser o mesmo, algumas cicatrizes são pra vida toda.


1º Bob Dylan – I aint me babe[Leave at your own chosen speed./I’m not the one you want, babe,/I’m not the one you need./You say you’re lookin’ for someone/Never weak but always strong,/To protect you an’ defend you/Whether you are right or wrong,/Someone to open each and every door,/But it ain’t me, babe,/No, no, no, it ain’t me, babe,/It ain’t me you’re lookin’ for, babe.]

Por sorte ou mero acaso a pessoa que te desprezou resolve voltar para sua vida, vc fica feliz, mas ao mesmo tempo vc se lembra de tudo o que passou, da descoberta do amor até aquele momento de tristeza e dor. Ai vc se vira pra ela e diz: Não Sou eu a pessoa que vc está procurando.

Dylan criou em sua canção de versos simples, uma maneira muito tranqüila de dizer que vc não é a pessoa certa. Quando fui atrás da música eu procurei a versão de Joan Baez, mas foi complicado de achar, então coloquei a versão do filme do Johnny And June.

A versão do Dylan é para poucos ouvidos, nem todos iriam gostar da voz do cantor.


O IpodBurn Fica por aqui, [clicando aqui] vc pode baixar essa nova coletânea.