Iperespresso Y5

Começamos essa quarta fazendo um review da mais nova máquina da Illy a Iperespresso Y5, máquina que chega para popularizar as capsulas da Illy e concorrer diretamente com a Nespresso, que ainda detém uma grande fatia do mercado Mundial de cafés em Capsulas. 

Bela e moderna Y5

A Y5 lembra muito as primeiras máquinas da Nespresso que chegaram no Brasil, onde o material era mais resistente e o design era colocado em 1º lugar, mas isso não tornava o sistema popular no Brasil, já que a máquina tinha um preço de venda muito alto para o mercado da época. Com o passar dos anos e uma mudança de estratégia as máquinas se tornaram mais acessíveis, porém com uma qualidade mais baixa.

Dois tamanhos de xícara

Mas não estamos aqui para falar de Nespresso e sim da Y5. A maquina tem um belo design e um acabamento de primeira qualidade, com detalhes em plástico [duro] e metal [que não deixa marcas de dedos], diferente das demais concorrentes a Y5 emite uma luz ao sair o café, dando um detalhe interessante para o modelo, seu corta gotas é bem eficiente e evita os respingos no reservatório, facilitando a limpeza da máquina.

Design em primeiro Lugar

 

No quesito limpeza, a sua grelha [local onde se apoia a xícara] é de metal que facilita ainda mais a limpeza, que por vezes outra pode acabar sujando por conta do manuseio do cliente, mas como falamos acima o corta gota da máquina é bem eficiente.

Reservatório de água na frente, que facilita bastante para quem bebe muito café

O sistema de descarte de capsula também é elogiável, sendo bem superior as concorrentes, onde não precisamos tocar na capsula e também não emperra. Na redação testamos 20 capsulas e em todas as vezes não houve erro em seu descarte.

Voltando ao design seu botão para extração do café é acionado por um leve toque no display de vidro, tecnologia não faltou neste novo modelo da illy.

Pensando em linhas gerais a nova Y5 é uma excelente máquina tanto para o uso do escritório como para o uso doméstico. Seu acabamento e bom gosto são superiores aos rivais, porém isso pode ser algo negativo, já que seu custo é mais elevado que o dos concorrentes. E por mais que possamos encontrar suas capsulas facilmente no mercado, a illy não tem uma grande variedade de Blends a disposição. O design da capsula também deixa a desejar, já que ela é feita de plástico, é comum ver rebarbas, o que mostra uma certa falta de cuidado com o consumidor.

Você não precisa tocar nas capsulas

Mas como disse anteriormente a Illy esta iniciando no mercado de capsulas domésticas, devemos dar um crédito para a merca e aguardar sua popularização.

Pontos fortes da Iperespresso Y5:

  • Excelentes materiais e acabamento da máquina. Pode parecer detalhe, mas o peso dos materiais e a resistência deles fazem toda diferença numa máquina para o dia-a-dia.
  • Todo o “manuseio” com a máquina é em sua parte frontal. Reservatório de água e descarte de cápsulas se dá na frente da máquina, facilitando reposições de água, limpeza, além de evitar possíveis “entradas de ar” no sistema da máquina ao tentar extração sem água.
  • O design compacto e de muito bom gosto faz o usuário descobri-la a todo momento. Enquanto desligada os “botões” (a máquina possui painel touch), são invisíveis no vidro preto, fazendo nos perguntar onde estão. Ao extrair o café a máquina emite um som sinalizando o início da extração, além de acender uma luz iluminando a xícara dando charme ao momento tão pouco percebido pelo usuário – como se a máquina chamasse sua atenção para observar seu illy sendo extraído.

Pontos Negativos da Iperespresso Y5

  • Pouca variedade de capsulas.
  • Alto valor em relação ao mercado de máquinas.
  • Falta de acessórios como: misturador de leite para o preparo de outros tipos de bebida.

Voltamos na Sexta

Anúncios

Octavio Café promove degustação nessa quarta-feira

Como sabemos, o Dia Internacional do Café é comemorado em 14 de abril, entretanto, em 2005, a bebida ganhou uma data nacional exclusiva para ser comemorada: 24 de Maio – Dia Nacional do Café. Incorporada ao Calendário Brasileiro de Eventos por sugestão da ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café, a data simboliza o início da colheita em grande parte das regiões cafeeiras.

Para comemorar a data que contempla essa bebida tão gostosa e indispensável no nosso café da manhã e em vários [e qualquer] outros momentos do dia, o Octavio Café promove nessa quarta-feira, 24 de maio, uma degustação gratuita.

Em qualquer uma de suas lojas, estará disponível a degustação dos cafés Noir e Octavio.

O café Noir é a torra mais escura da linha de clássicos da cafeteria, com sabor intenso e notas de chocolate e açúcar queimado. Na degustação será possível a comparação do Noir com o house blend Octavio, de sabor balanceado com notas de caramelo e amêndoas.

A degustação acontecerá das 16h às 17h, em todas as unidades do Octavio Café: em São Paulo, na matriz da Av. Brigadeiro Faria Lima, 2996, e na loja do Shopping Eldorado. E, nos espaços Octavio no Aeroporto de Viracopos, em Campinas.

Visitando uma das lojas você tem a oportunidade de aprender um pouco mais sobre os grãos e provar essa bebida quentinha e maravilhosa

Explorations a nova linha de Cafés da Nespresso [Kenya Peaberry e Laos Bolaven]

Na semana retrasada a Nespresso lançou mais uma edição limitada das suas capsulas de café, e claro nós do malditovivant e turma do café tivemos que experimentar essa novidade. A nova série de tiragem limitada vem com o nome de Explorations 1 [O que tudo indica será uma série] ela é composta por duas caixas de café um do Kenya [Peaberry] e outro de Laos [Bolaven Planteau].

Belo detalhe das Capsulas

Diferente das outras edições especiais como a Vintage [Clique aqui e leia sobre] “essa coleção” não tem degustação e a compra fica limitada a dois kits por registro Nespresso. E cada Kit [Sim, só podemos comprar os dois] sai por 120 Reais.

Agora vamos a melhor parte que é a degustação:

Lembrando que a melhor maneira de degustar cada um dos cafés é sempre sem açúcar, pois o “doce” vai mascarar todas as notas de paladar do café.

Perceba a Crema

O Kenya é bastante aromático, e muito leve no paladar, um café para ser realmente degustado e com um toque bem leve de acidez somente no final. Parece preencher totalmente o paladar.

Já o de Laos tem um aroma muito marcante de vegetais verdes, faz realmente imaginar os planaltos úmidos onde é plantado. Um corpo médio e também bastante “mole” no paladar.

Os dois cafés têm zero adstringência, ressaltando ainda mais a qualidade e a seleção dos grãos e o refinamento no processo de secagem e torra.

Claro que o valor de 120 reais por Kit acaba saindo caro, mas devemos pensar em toda a experiência do café, diferente dos outros Blends da marca, esse café não se vale como o usual do dia a dia, e sim um café especial para ser degustado em um momento especial. Por essas e outras que eu recomendo a compra do Kit.

Belos detalhes

Voltamos na Sexta.

Amanhã é dia de comemorar o Café na Octavio Café!

Amanhã é celebrado em todo o mundo o dia Mundial do Café e a Octavio Café, não poderia ficar de fora e oferece para todos os seus clientes a oportunidade de degustar os seus maravilhosos Microlotes de Café.

Teremos quatro variedades de Café: bourbon amarelo, bourbon vermelho, catuaí amarelo e catuaí vermelho. Que podem ser preparados em dois métodos diferentes, o Hario e a French Press. As degustações ocorrem em dois horários diferentes: Shopping Eldorado, das 12h30 às 13h30 e Avenida Faria Lima, das 15h às 16h.

A Octavio Café é uma referência em preparo de café, tendo em sua loja mais de dez métodos de preparo e seus microlotes estão cada vez mais em evidencia no mundo do café, todos são premiados pela BCSA, mostrando o carinho e a qualidade que a Octavio leva a mesa dos seus clientes.

Se você não conhece muito sobre os Grãos, vale ressaltar que o Bourbon amarelo é equilibrado e traz notas de castanhas e caramelo, enquanto o vermelho tem sabor mais aveludado e com notas de damasco e mapple. Já o catuaí amarelo é lácteo com final de ameixa preta e o catuaí vermelho lembra aromas de frutas amarelas e açúcar queimado, com sabor marcante.

Octavio Café no Shopping Eldorado
Degustação dia 14/04 das 12h30 às 13h30
1º piso do Shopping Eldorado – Av. Rebouças, 3970 – São Paulo | Tel.: (11) 2197-6308
Matriz Octavio Café
Cupping seguido de degustação dia 14/04 das 15h às 16h
Av. Brigadeiro Faria Lima, 2996 – São Paulo | Tel.: (11) 3074-0110
Horário de funcionamento: de segundo a sexta-feira, das 7h às 21h. feriados, das 10h às 20h.

Voltamos na Segunda

Selection Vintage 2014: o primeiro café envelhecido da Nespresso.

A Nespresso está há mais de 10 anos no Brasil e suas cápsulas mudaram a maneira que o brasileiro consome e enxerga o café. Porém, quando converso com alguém que compra os cafés Nespresso é sempre o Ristretto o escolhido para todos os dias, mesmo com a variedade de 24 blends oferecidos pela marca. Pensando nisso o Maldito Vivant e o Turma do Café vão iniciar uma série de notas degustando os cafés e dando dicas de possíveis harmonizações, numa tentativa de aproveitar muito mais o que a marca oferece.

E para começar com pé direito falaremos do Selection Vintage 2014 que foi lançado nesta segunda-feira (23/01).

***

Sempre ouvimos falar de vinhos e queijos envelhecidos, porém o que muitas marcas de café tem nos provado é o café como bebida que pode relevar todo seu potencial quando envelhecido.

Na verdade, buscando a história, lá no Séc. XVI, o café bebido por todos era envelhecido, devido ao transporte que era de navio, num processo demorado e arriscado. Os grãos recebiam ventos com maresia, por vezes sofriam mutações e configuravam um novo perfil ao café.

image

Remetendo à essa história a Nespresso lançou seu primeiro café envelhecido. Um café puramente colombiano, 100% arábica (a Colômbia não produz grãos Robusta), que foi mantido num armazem altamente controlado há 3.700m de altitude. Esta altitude elevada resulta num ambiente com baixa umidade e menos concentração de oxigênio, o que faz com que a oxidação do café seja mais lenta e que haja menos riscos do café mofar. As sacas eram mantidas em rotação e não em pilhas, e com isso os cafés eram envelhecidos de maneira mais padronizada possível.

A Nespresso passou anos para encontrar o melhor método, a safra ideal, e um resultado que fosse satisfatório, já que somente um grão de café inadequado poderia estragar todas as outras e alterar o blend desejado.

Foram 3 anos de preparo para o lançamento do Selection Vintage 2014, um café que através do envelhecimento deu mais densidade e corpo ao café colombiano além de potencializar as notas frutadas ao final da degustação. O mais diferente do café é como ele se mostra um café amadeirado no início da degustação e em seguida vai revelando um perfil mais característico dos cafés colombianos.

image

Uma sugestão excelente para harmonizar com seu café é o queijo pecorino ou bolo de frutas cristalizadas.

Cada sleeve custa R$30,00 e podem sem comprados nas Boutiques Nespresso, pelo Nespresso Club ou pelo site/aplicativo.