Pensando em Cerveja [Riffs cervejeiros]

Por Humberto Domiciano

A ligação entre o rock n’ roll e a cerveja é bastante óbvia, mas ainda assim é possível contar histórias interessantes e principalmente apreciar cervejas desafiadoras.

O rótulo mais recente a chegar ao mercado brasileiro foi a edição especial 666, do Iron Maiden. Feita pela inglesa Robinson’s Brewery, a nova receita tem 6,66% de álcool, e um amargor um pouco mais pronunciado. A edição normal, por sua vez, tem ênfase no equilíbrio entre malte e lúpulo e é uma boa porta de entrada para outras cervejas inglesas.

The-Trooper_editada

Já o AC/DC tem sua cerveja, apenas em lata, e não causa muitas emoções, ao contrário da banda. Trata-se de uma pilsen, com pouco aroma e sabor regular. Entre as nacionais, diversas bandas possuem suas cervejas. Desde o “Velhas Virgens”, pioneiros, até o “Ratos de Porão”, passando por Skank, Titãs e Sepultura.

No caso do Ratos, são 2 rótulos, feitos pela Dortmund, uma red ale interessante, com ênfase no malte e outra pilsen, que ainda não tive a oportunidade de experimentar. Já o Skank foi homenageado pela Krug Bier, de Nova Lima (MG), com uma altbier – cerveja feita na região de Dusseldorf, na Alemanha – e tem sabores complexos e frutados.

combo-cerveja-ratos-de-poro-joo-gordo-23213-MLB20245737316_022015-F

O Sepultura ganhou 2 versões também, sendo uma weizen (cerveja de trigo com notas mais adocicadas) e uma ale (no caso uma mistura de kolsch com altbier). Ambas as receitas são feitas pela Bamberg.

 Por fim, outras bandas também receberam homenagens, como o Metallica que teve seu logo estampado em latas e garrafas de Budweiser. Mas ainda sinto falta de cervejas dedicadas ao Rolling Stones e ao Black Sabbath.

Curta o Pensando em Cerveja

https://www.facebook.com/PensandoCerveja

O Humberto escreve quinzenalmente no site, sempre com uma nova dica de cerveja.

A melhor cerveja do mundo

Como eu já comentei uma outra vez, resolvi chamar meu amigo de longa data para escrever sobre Cerveja. Ele entrou no mundo dos rótulos nobres a um bom tempo, além de degustar as cervejas ele resolveu se especializar sobre o assunto e estudando modos de preparo. Tudo isso para criar dicas interessantes para quem procura um rótulo diferente.

Como estamos reiniciando a parceria ele resolveu fazer um texto explicando a sua concepção [e eu concordo] de melhor cerveja do mundo.

Por Humberto Domiciano*

Desde que entrei no mundo cervejeiro há uma pergunta que sempre é feita. “Qual a melhor cerveja que já tomou?”. A resposta é bem menos simples do que pode parecer.

Quando se aprecia uma bebida, no caso a cerveja, é natural que se criem laços afetivos tanto com o líquido, quanto com as companhias e o momento em que se bebe.

Sendo assim, as melhores cervejas que já tomei podem ter sido uma Heineken numa tarde chuvosa ao lado de um grande amigo, uma Skol no forte calor de Ibitinga, na companhia da vovó ou ainda uma Pilsen, sozinho em bar de Montevidéu.

IPHONE 572

Existe uma ideia (forte até) de que as cervejas normais, vendidas em supermercados, devem ser execradas. Confesso que reduzi o consumo de alguns desses rótulos, mas pelo fato de ter um site e de sempre buscar rótulos novos para avaliação.

Cerveja-Delirium-Tremens

A boa cerveja é aquela que caiu bem em um momento bom e te deu algum prazer ou pensamento legal. O lance é deixar de ser chato e apreciar, com a mesma desenvoltura aquela cerveja belga que custa mais de 50 reais e também aquela Skolzinha marota.

Curta o Pensando em Cerveja

https://www.facebook.com/PensandoCerveja

O Humberto escreve quinzenalmente no site, sempre com uma nova dica de cerveja.

Starbucks no seu Celular

Ontem a Starbucks inaugurou no Brasil o seu sistema de pagamento via celular, com um aplicativo que gerencia os seus cartões Starbucks e seus pontos no My Starbucks Rewards.

O aplicativo tem uma interface bem leve e simples de ser usada, quem já está acostumado com o site para fazer a recarga e o controle dos seus cartões não vai ter nenhuma dificuldade em usar o app.

Assim que você baixa o aplicativo, você se cadastra usando a mesma senha do site, a partir deste momento seu smartphone se torna uma carteira virtual, com todos os seus cartões Starbucks cadastrados.

ST2

Existe a possibilidade de colocar uma senha [Quatro dígitos]. Caso algum curioso use seu celular, essa medida é apenas de segurança.

ST3

Na tela inicia você tem acesso aos seus principais dados: Saldo do cartão Principal, Lojas mais próximas e a quantidade de estrelas [Clique e Leia mais sobre as estrelas nesse post aqui].

ST4

Como estou no nível GOLD a cada 12 estrelas eu ganho uma bebida grátis o App vai te avisando quantas estrelas estão faltando.

ST5

No menu você também tem acesso aos seus cartões, as suas recompensas, lojas, histórico de compras e estrelas recebidas, detalhes da sua conta.

ST6

Na tela dos cartões você pode cadastrar um novo cartão, transferir o saldo entre os cartões, gerenciar qual é o cartão prioritário para pagamento, recarregar pelo cartão de crédito e claro efetuar o pagamento da sua compra.

StF

Essa é a interface de pagamento, depois de fazer seu pedido no caixa, selecione o cartão desejado e com o código de barra informado, passe no leitor em frente ao caixa, e pronto seu pedido foi pago.

Logo em seguida seu saldo é atualizado na tela.

Ontem eu usei o aplicativo e ele realmente facilita o uso dos cartões, agora sempre sei meu saldo e consigo recarregar os cartões sem precisar ir até uma loja. Consigo acompanhar as estrelas conquistadas e as vantagens recebidas [o aplicativo te avisa quando sua bebida grátis vai expirar].

Mas com toda essa tecnologia eu espero que os divertidos cartões Starbucks não sejam substituídos, eu mesmo tenho alguns e sempre que tem um novo eu gosto de colocar na minha pequena coleção.

IMG_9931

IMG_9934Agora baixe o App e vá curtir um Caramelo Macchiatto

Em busca da gueixa perdida [Pensando em Cerveja]

Quem acompanha o Blog do seu inicio, conhece o Humberto. Um amigo de longa data que por vezes aparecia no blog para falar sobre musica. Por conta dos seus afazeres ele ficou meio distante. Aproveitando essa onda de cervejas importadas eu o convidei para falar mais sobre o assunto e esse é o seu primeiro Post.

11666085_1670744679815776_1501256377510391704_n

Por Humberto Domiciano

Não, não se trata de um filme do Kurosawa e nem de alguma película de gosto duvidoso no Cine Privê. Mas a caminhada até chegar à Hitachino Espresso Stout tem alguma carga dramática.

Tudo começou para mim em 2011, quando adentrei o mundo das cervejas especiais e descobri que o Japão produzia cervejas com mais personalidade do que as boas Kirin e Sapporo. Esta última sempre chamou a atenção pela lata de 650 ml e que encontrei na coleção de latas da minha avó…

hitachino_weizen_oval

Passei a procurar os rótulos da Hitachino em diversos empórios e dada a sua variedade, achava um ou outro tipo, mas raras vezes a Espresso Stout, mencionada nos principais manuais de cerveja (usados para julgamentos em concursos) como um exemplo de stout.

Até que descobri na Degusta Beer (realizada em julho) que a importadora da Hitachino, a Loch Beer, estava com estande e tinha promoção.

A Espresso Stout é uma cerveja que tem adição de grãos de café, bom corpo e excelente formação de espuma. O aroma não aparece tão de cara, mas aos poucos vai surgindo um ‘buquê’ bem cafeínado e a experiência é excelente.

Não possui a delicadeza de uma gueixa, mas é impactante como uma…

 Hitachino

Curta o Pensando em Cerveja

https://www.facebook.com/PensandoCerveja  

Uma dica saudável para combater esse maldito calor [Lambrusco]

A cada dia que passa o temor com a falta de água aumenta na capital, por esses tempos ficamos 2 dias só na reserva, só podendo contar com a caixa. Mas foi apenas um reparo em uma adutora da região.

Mas quando você acha que a coisa está ficando feia, vem outra pior, uma onda de calor está estragando os dias de São Paulo, obrigando todo mundo a andar com uma garrafinha de água a tira colo [é isso ou cair na mão do mercado informal que vende no farol a garrafinha por 2,50].

Em casa os sucos então na moda, nada como um bom suco de limão para salvar os dias de calor. Mas também existe o “falso glamour” do Lambrusco, para quem não conhece ele é um vinho frisante, mais puxado para o lado adocicado e com um pouco mais de gás [mas não chega a ser um Champanhe] outra característica marcante é o baixo teor alcoólico.

Um Brinde aos dias quentes

Um Brinde aos dias quentes

Essas qualidades fazem do Lambrusco a pedida para os dias quentes. Na semana passada comprei uma boa garrafa do Bellavita Amabile Dell’Emilia Lambrusco. Apesar do nome gigante e da origem italiana, paguei módicos 20 reais pela garrafa [Comprado no Pão de Açúcar].

Uma boa dica é servir a bebida em 6°C. Ou você pode deixar por uma hora e meia no congelador secar a garrafa e servir, a regra manda servir em uma taça flute como essa da foto.

taça

Agora com essa dica é só aproveitar e fugir do calor, sozinho ou a dois.

O malditovivant volta na seguda.