Corra! [Get Out]

K. Pigari

Estreou na última quinta-feira, 18 de maio, o suspense Corra!, longa escrito e dirigido por Jordan Peele [ator norte-americano conhecido por ter feito parte do elenco de MADtv].

get-out-2017-4

O filme é uma mistura de drama, suspense e terror psicológico, além de contar com um pouco de humor e, busca nisso tudo abordar a questão do racismo.

Corra! conta a história de Chris Washington [Daniel Kaluuya], um jovem afro-americano que está indo passar um final de semana na casa dos pais de sua namorada Rose Armitage [Allison Williams], a fim de conhecer a família.

Screen-Shot-2017-04-03-at-10.37.24

Chris questiona sua namorada para saber se ela contou para os pais que ele é negro, já que Rose e sua família são brancos. Pode parecer clichê: “uma garota branca leva seu namorado negro para conhecer sua família”, mas o desenrolar é feito de uma forma diferente e tudo pode parecer novo. Ela responde que não contou mas garante que ele não precisa se preocupar, pois sua família não é racista.

get out

No meio da viagem, o casal acaba atropelando um animal na estrada e com a chegada da polícia, Chris começa a sentir o clima hostil daquela região.

A mansão da família Armitage fica em um local isolado. Chris é recebido calorosamente pelos pais de sua namorada, Dean [Bradley Whitford], um neurocirurgião bem sucedido e Missy [Catherine Keener], terapeuta que usa técnicas de hipnose. Mais tarde, Chris conhece Jeremy [Caleb Jones], irmão de Rose.

Benjamin-GetOutandtheDeathofWhiteRacialInnocence-1200

Ele também acaba conhecendo os empregados da família, Walter [Marcus Henderson], o jardineiro e, Georgina [Betty Gabriel], a empregada encarrega de tudo. Eles se comportam de maneira completamente estranha e robótica, e ambos são negros.

tumblr_optdtupjpm1vys6jro4_1280

Há uma cena em que Chris sai da casa no meio da noite para poder fumar um cigarro. Lá fora, num ambiente frio e com pouca luz, ele se depara com comportamentos estranhos de Walter e Georgina. Em seguida, ao voltar para casa, Missy o hipnotiza a fim de fazê-lo parar de fumar, entretanto, ela o faz relembrar traumas de infância e cair num lugar totalmente perturbador dentro da própria mente.

l0ExjYQmmByWZJDhu

Rose e Chris ficam sabendo, só depois que chegam lá, sobre o encontro anual com convidados brancos e bem vestidos da alta sociedade, que acontecerá naquele mesmo final de semana. Todos agem de maneira bastante peculiar.

Outro personagem importante é Rod [LilRel Howery], que além de ser o melhor amigo de Chris, é o único que sabe sobre a viagem. Rod é parte interessante da trama e é simplesmente hilário. Nesses momentos, o diretor consegue mesclar o humor com a tensão do filme.

get-out-rod-750x422

Apesar da recepção calorosa, logo Chris percebe que há algo de errado ali. Na medida em que ele vai vivendo nesse mundo totalmente branco, começa a presenciar situações perturbadoras que o levam a pensar que aquelas pessoas possuem intenções maldosas em relação a ele.

Film Title: Get Out

Se você espera ver o preconceito de forma explícita em Corra!, vai se decepcionar. O filme aborda a questão retratando a paranoia racial de uma maneira satírica, mas que não deixa de causar incômodo e desconforto. Também trata, de certa forma, da apropriação cultural, mas de um modo diferente que passa a sensação de que algo está muito errado.

 get_out_ver2_zpsfkozcn69

Explorations a nova linha de Cafés da Nespresso [Kenya Peaberry e Laos Bolaven]

Na semana retrasada a Nespresso lançou mais uma edição limitada das suas capsulas de café, e claro nós do malditovivant e turma do café tivemos que experimentar essa novidade. A nova série de tiragem limitada vem com o nome de Explorations 1 [O que tudo indica será uma série] ela é composta por duas caixas de café um do Kenya [Peaberry] e outro de Laos [Bolaven Planteau].

Belo detalhe das Capsulas

Diferente das outras edições especiais como a Vintage [Clique aqui e leia sobre] “essa coleção” não tem degustação e a compra fica limitada a dois kits por registro Nespresso. E cada Kit [Sim, só podemos comprar os dois] sai por 120 Reais.

Agora vamos a melhor parte que é a degustação:

Lembrando que a melhor maneira de degustar cada um dos cafés é sempre sem açúcar, pois o “doce” vai mascarar todas as notas de paladar do café.

Perceba a Crema

O Kenya é bastante aromático, e muito leve no paladar, um café para ser realmente degustado e com um toque bem leve de acidez somente no final. Parece preencher totalmente o paladar.

Já o de Laos tem um aroma muito marcante de vegetais verdes, faz realmente imaginar os planaltos úmidos onde é plantado. Um corpo médio e também bastante “mole” no paladar.

Os dois cafés têm zero adstringência, ressaltando ainda mais a qualidade e a seleção dos grãos e o refinamento no processo de secagem e torra.

Claro que o valor de 120 reais por Kit acaba saindo caro, mas devemos pensar em toda a experiência do café, diferente dos outros Blends da marca, esse café não se vale como o usual do dia a dia, e sim um café especial para ser degustado em um momento especial. Por essas e outras que eu recomendo a compra do Kit.

Belos detalhes

Voltamos na Sexta.

O Cidadão Iluestre – El Ciudadano Ilustre [Filme]

Por K.Pigari
O cinema argentino, que já marcou presença no Oscar com indicações de melhor filme estrangeiro diversas vezes [Relatos Selvagens, O Médico Alemão, O Segredo dos Seus Olhos, e muitos outros], produziu em 2016 O Cidadão Ilustre.

O filme conta a história de Daniel Mantovani [Oscar Martínez], escritor argentino e vencedor do Prêmio Nobel de Literatura. Após sair de sua cidade natal [Salas, pequeno povoado a aproximadamente 800 quilômetros de Buenos Aires] aos 20 anos [e nunca mais voltar], ele se muda para a Europa, onde vive os próximos 40 anos.

Certo dia ele aceita o convite do prefeito de Salas para receber o título de Cidadão Ilustre. O escritor decide, então, cancelar inúmeros compromissos e voltar ao povoado onde nasceu e onde moram os personagens que inspiraram a maioria de seus livros. [Atitude que toma não somente pelo afeto, mas também por vaidade].

Acontece que Daniel é um escritor melancólico que não gosta de dar entrevistas, palestras ou ser fotografado. Ao receber o Nobel de Literatura seu discurso se manifesta contra o mecanismo das premiações e, segundo ele, isso demonstra a conformidade da arte com os preceitos de determinados grupos, principalmente os intelectuais.

Ao voltar para Salas, ele é recebido com um filho, o orgulho da cidade. O autor reencontra Antonio [Dady Brieva], seu amigo de escola, que agora está casado com Irene [Andrea Frigerio], antiga namorada de Daniel. O reencontro é ácido e carregado de uma atmosfera hostil, que tenta ser mascarada com humor e falsa nostalgia.

Durante o tempo que passa em Salas, o romancista percebe que as coisas continuam exatamente iguais ao que eram no passado. Ele nota na comunidade situações que o incomodam, como por exemplo, a contradição entre inocência e ingenuidade, a falsa moralidade, as aparências que se mantém estabelecidas e, as relações que se baseiam em “troca de favores” e chantagens.

Daniel, então, começa a se opor a todo tipo de hipocrisia que o perturba e, gradativamente, o escritor passa a ser odiado pelos moradores da cidadezinha, até ser obrigado a ir embora.

Em O Cidadão Ilustre, o protagonista consegue, ao mesmo tempo, desempenhar uma figura digna de admiração e pela qual podemos chegar a nos apiedar em alguns momentos. Em contrapartida, a repulsa pelo mesmo personagem também se faz presente, em virtude de atitudes moralmente reprováveis, como a vaidade e ar de superioridade em relação à cidade e seus moradores.

O longa, que é carregado pelo cinismo, conta com um humor melancólico que se manifesta por conta da cotidianidade do povoado e de figuras estranhas que vão em busca de Daniel.

A presença do escritor incomoda [ou seja, cumpre a função artística, de acordo com a manifestação do autor]. O Cidadão Ilustre evidencia, sobretudo, a impossibilidade de convivência entre Daniel e Salas.

O Cidadão Ilustre, filme argentino com direção de Gastón Duprat e Mariano Cohn, estreou nessa quinta-feira, 11 de maio.

Amanhã é dia de comemorar o Café na Octavio Café!

Amanhã é celebrado em todo o mundo o dia Mundial do Café e a Octavio Café, não poderia ficar de fora e oferece para todos os seus clientes a oportunidade de degustar os seus maravilhosos Microlotes de Café.

Teremos quatro variedades de Café: bourbon amarelo, bourbon vermelho, catuaí amarelo e catuaí vermelho. Que podem ser preparados em dois métodos diferentes, o Hario e a French Press. As degustações ocorrem em dois horários diferentes: Shopping Eldorado, das 12h30 às 13h30 e Avenida Faria Lima, das 15h às 16h.

A Octavio Café é uma referência em preparo de café, tendo em sua loja mais de dez métodos de preparo e seus microlotes estão cada vez mais em evidencia no mundo do café, todos são premiados pela BCSA, mostrando o carinho e a qualidade que a Octavio leva a mesa dos seus clientes.

Se você não conhece muito sobre os Grãos, vale ressaltar que o Bourbon amarelo é equilibrado e traz notas de castanhas e caramelo, enquanto o vermelho tem sabor mais aveludado e com notas de damasco e mapple. Já o catuaí amarelo é lácteo com final de ameixa preta e o catuaí vermelho lembra aromas de frutas amarelas e açúcar queimado, com sabor marcante.

Octavio Café no Shopping Eldorado
Degustação dia 14/04 das 12h30 às 13h30
1º piso do Shopping Eldorado – Av. Rebouças, 3970 – São Paulo | Tel.: (11) 2197-6308
Matriz Octavio Café
Cupping seguido de degustação dia 14/04 das 15h às 16h
Av. Brigadeiro Faria Lima, 2996 – São Paulo | Tel.: (11) 3074-0110
Horário de funcionamento: de segundo a sexta-feira, das 7h às 21h. feriados, das 10h às 20h.

Voltamos na Segunda

Octavio Café volta para o Restaurant Week

O Restaurante Week chega a sua 20ª Edição [que vai até o dia 16 de Abril] e novamente teremos a presença do Octavio Café no evento. O tema central desta edição é a “Descoberta de Sabores” veremos durante todo o evento pratos com misturas pouco casuais.

A Octavio café preparou um cardápio especial com duas opções:

Para a entrada você pode escolher entre uma Salada de melancia com queijo chèvre, tomilho e redução de balsâmico ou Bolinho de risoto recheado de salmão e catupiry acompanhado de chutney de manga com hortelã.

Bolinho de Risoto

O prato principal fica entre um Arroz de pato com castanha de caju acompanhado chips de alho-poró ou Filé-mignon grelhado ao molho de gorgonzola acompanhado de legumes grelhados [A segunda opção é um pouco mais tradicional]

Arroz de Pato

Para fechar a tarde com chave de ouro, a sobremesa pode uma Torta mousse de cacau com calda de pimenta ou um Petit Gâteau de limão siciliano com calda de queijo e sorvete de frutas vermelhas.

Aquele Docinho

Esses pratos são servidos das 12 às 16 horas, no valor de 41,90 + R$1,00 [Dinheiro será direcionado para a fundação Cafú]. Neste valor não está incluso a bebida e nem o serviço de mesa.

E o evento só vale para loja principal. Eu participei da última edição do evento e ainda sinto saudades do delicioso Filé Mignon com arroz 7 Grãos e molho de Jurubeba.

Vai ser difícil superar esse prato.

O Malditovivant volta na sexta