Burning Song XIII [Chet Baker – My Funny Valentine]

Empolgado pelo frio que chegou novamente a São Paulo e pelo lançamento do novo filme do Woody Allen, tenho escutado bastante Jazz, principalmente Chet Baker. Como havia tempo que a tag Burning Song não aparecia por aqui, resolvi trazê-la de volta para compartilhar a música My Funny Valentine do apaixonado Chet Baker.  Além de ser uma das minhas favoritas, é uma excelente trilha para uma noite fria com uma bela companhia ou uma taça de vinho [ou os dois].

My Funny Valentine

Your my funny Valentine, sweet comic Valentine,
You make me smile with my heart,
Your looks are laughable, Unphotographable
Yet you´re my favourite work of art

Is your figure less than Greek?
Is your mouth a little weak?
When you open it to speak, are you smiling?
But don´t change a hair for me,
Not if you care for me.
Stay little valentine, stay!
Each day is Valentine´s Day

Each day is Valentine´s Day

 

Sabbath e Ozzy

Depois de quase meio século de estrada, Black Sabbath coloca um ponto final em sua carreira gloriosa com um último show no Brasil. Com nome de The End a turnê vai passar por São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

A turnê vem com os Clássicos que todo o amante da banda conhece, além de algumas coisas do último disco [13], disco que ficou um bom tempo entre os mais vendidos, mas para os fãs mais antigos fica muito longe do potencial da Banda.

Uma das razões para uma última grande turnê é a saúde de Iommi, que após vencer o câncer, sua saúde e força não são mais os mesmos, mesmo assim a banda sabia que precisava de uma nova e última viagem para corar a história da banda.

Ozzy já tem novos planos para lançar mais um disco no início de 2017 e como disse em algumas entrevistas, é importante tocar com os velhos companheiros [Iommi e Geezer Butler] mas o fim do Sabbath não significa o fim do Ozzy.

54d448919d448_-_esq-ozzy-de

Para quem não se lembra em 79 ele foi expulso da banda e muitos acharam que aquele seria o seu fim, o próprio Ozzy pensava isso, mas as coisas foram entrando nos eixos e hoje o nome do Ozzy é por vezes maior que do Próprio Black Sabbath.

Muito do sucesso de sua carreira solo passa pelas mãos de Zakk Wylde, todo mundo conhece o seu maravilhoso solo em No More Tears. Hoje Zakk continua com a conceituada Black label Society e Ozzy tem um novo Guitarrista o jovem Gus G.

De tudo o que eu sei é que o Rock and Roll ainda não está morto, mas essa é uma das últimas chances de ver o Black Sabbath em atividade, depois disso apenas em DVD. Espero ter a mesma sorte de ter visto os Rolling Stones.

Voltamos na quarta.

Estamos a poucos dias do início do segundo semestre do ano e já temos uma boa notícia, o ex-Verve, Rychard Ashcroft anunciou que fará um show solo no Brasil, aqui ele ficou mais conhecido pelo clássico Bitter Sweet Symphony.

01.tif

01.tif

Mas Ashcroft tem muita coisa boa em seu repertório musical, dotado de uma bela voz e um talento para criar melodias o cantor, conseguiu vencer a maldição do brit pop e se firmou durante um bom tempo.

Mas seu ego, tem o atrapalhado a seguir em frente. Mas agora com um novo trabalho em mãos, o mediano These People. Ele promete pisar em solo Brasileiro pela primeira vez.

O local ainda não está definido, mas tudo indica que será no Allianz Park.

Eu gosto bastante do trabalho do cantor. Em especial a canção A Song for the Lovers, Crazy World e Love Is a Noise [essa na época de Verve]

Voltamos na quarta…

Parabéns Dylan!

bob-dylan-paul-lovering

Ontem o Mr.Bob Dylan completou 75 anos. Para homenagear o meu cantor favorito separei alguns versos de suas músicas que deveriam estar em um livro de Poesia.

Frases que por vezes me deram força para continuar a lutar. Seja por um amor que quase se foi ou mesmo para continuar mais um dia. Por sorte eu consegui assistir a uma de suas apresentações, e foi o melhor show da minha vida. Quem sabe terei essa sorte novamente.

 

The Times They Are A-Changin

 

Come writers and critics
Who prophesize with your pen
And keep your eyes wide
The chance won’t come again
And don’t speak too soon
For the wheel’s still in spin
And there’s no tellin’ who
That it’s namin’.
For the loser now
Will be later to win
For the times they are a-changin’.

bobdylan672k

Venham escritores e críticos
Aqueles que profetizam com sua caneta
E mantenham seus olhos abertos
A chance não virá novamente
E não falem tão cedo
Pois a roda ainda está girando
E não há como dizer
Quem será nomeado
Pois o perdedor de agora
Mais tarde vencerá
Pois os tempos estão mudando

 

 Simple Twist of Fate

People tell me it’s a sin
To know and feel too much within.
I still believe she was my twin, but I lost the ring.
She was born in spring, but I was born too late.
Blame it on a simple twist of fate.

pensamentos-e-vida-9

As pessoas me dizem que é pecado
Saber e sentir de modo exagerado.
Que ela era minha alma gêmea, tenho acreditado, mas, perdi essa aliança e a era.
Ela nasceu na primavera, mas, eu nasci tarde demais
Culpem-se estas simples guinadas fatais.

 

Idiot Wind

 

It was gravity which pulled us down and destiny which broke us apart
You tamed the lion in my cage but it just wasn’t enough to change my heart.
Now everything’s a little upside down, as a matter of fact the wheels have stopped,
What’s good is bad, what’s bad is good, you’ll find out when you reach the top
You’re on the bottom.

bob-dylan-005

Foi a gravidade que nos empurrou para baixo e o destino que nos separou
Você amansou o leão em minha jaula, mas não foi o bastante para mudar meu coração
Agora tudo está um pouco de cabeça pro ar Pensando melhor, as engrenagens pararam
O que é bom é mal, o que é mal é bom, você descobrirá quando alcançar o topo
Você está no fundo

 

All Along The Watchtower

 

Business men they drink my wine
Plow men dig my Earth
None of them along the line
Know what any of it is worth

bobdylan3

Homens de negócio bebem meu vinho,
Aradores cavam minha terra,
Nenhum deles ao longo da linha,
Sabe o que isso vale.

 

  Like a rolling stone

Princess on the steeple and all the pretty people
They’re all drinkin’, thinkin’ that they got it made
Exchangin’ all precious gifts, but you better take a diamond ring
You better pawn it, babe!
You used to be so amused
At napoleon in rags and the language that he used
Go to him now, he calls you, you can’t refuse
When you ain’t got nothing you got nothing to lose
You’re invisible now, you got no secrets to conceal

bob-dylan

Princesa na torre e todas aquelas pessoas bonitas
Estão bebendo, pensando que se deram bem
Trocando presentes caros, mas é melhor você pegar esse anel de diamantes
E penhorá-lo, meu bem
Você costumava se divertir tanto
Com o Napoleão de trapos e a linguagem que ele usava
Vá até ele agora, ele está te chamando, você não tem como recusar
Quando você não tem nada, você não tem nada a perder
Você está invisível agora, você não tem mais segredos a ocultar

 

A Hard Rain’s A-Gonna Fall

 

Oh, what did you see, my blue-eyed son?
Oh, what did you see, my darling young one?
I saw a newborn baby with wild wolves all around it
I saw a highway of diamonds with nobody on it,
I saw a black branch with blood that kept drippin’,
I saw a room full of men with their hammers a-bleedin’,
I saw a white ladder all covered with water,
I saw ten thousand talkers whose tongues were all broken,
I saw guns and sharp swords in the hands of young children,
And it’s a hard, and it’s a hard, it’s a hard, it’s a hard,
And it’s a hard rain’s gonna fall.

dylan-Express-Newspapers-Hu

Oh, o que você viu, meu filho de olhos azuis?
Oh, o que você viu, meu jovem querido?
Eu vi um bebê recém nascido com lobos selvagens lhe rondando,
Eu vi uma estrada de diamantes sem ninguém sobre ela,
Eu vi um galho negro com sangue que pingava,
Eu vi um quarto cheio de homens com seus martelos sangrando,
Eu vi uma escada branca toda coberta de água,
Eu vi dez mil oradores cujas línguas estavam dilaceradas,
Eu vi armas e espadas afiadas nas mãos de crianças pequenas,
E é uma forte, e é uma forte, é uma forte, é uma forte,
E é uma forte chuva que vai cair.

 

 

Parabéns Robert Allen Zimmerman. O Grande Bob Dylan

O primeiro palco virtual do mundo [ClapMe]

K. Pigari

Há uma semana atrás participei de uma Mostra de Tecnologia na faculdade onde estudo e, uma das palestras que tive o prazer de assistir foi sobre o tema empreendedorismo. O palestrante era um jovem jornalista que conseguiu transformar uma ideia pioneira em um grande negócio.

clapme

A paixão por música levou Filipe Callil a criar a startup que é “o maior palco do mundo”, o ClapMe. A plataforma é um palco online onde artistas e bandas do mundo inteiro podem agendar shows e se apresentar ao vivo e de qualquer lugar para todos que estiverem conectados.

Para ter acesso aos shows, os usuários podem tanto assinar a plataforma mensalmente, como podem também adquirir tíquetes para shows específicos.

Os fãs, além de terem acesso aos shows, também podem interagir em tempo real com os artistas através de recursos como chat e vídeo e, é claro, com o Clap, ferramenta que avalia a performance e mede o sucesso da apresentação. Durante o show, o fã ainda pode pedir músicas e ser visto pelo ídolo.

Será esse o futuro?

Será esse o futuro?

Como sabemos, estamos vivendo a Era Digital, que se caracteriza pela mudança radical de paradigmas da comunicação. A internet rompeu o modelo de produção e distribuição de informação de um-para-todos e possibilitou um novo modelo, onde as relações acontecem no contexto de todos-para-todos.

Dessa forma, a internet trouxe mais opções para os usuários e os mesmos têm, mais do que nunca, maior poder de escolha para escolherem o tipo de conteúdo que desejam ver. Sendo assim, o número de usuários de serviços on demand vem crescendo cada vez mais. Plataformas como o Netflix, Spotify e agora o ClapMe, vem ganhando força no mercado.  

O ClapMe surgiu com a proposta de aproximar fãs e artista de maneira rápida e proporcionar a seus usuários shows de diversos lugares do mundo sem que o mesmo tenha que sair de sua casa.