Uma morte horrível [Quadrinho]

K.Pigari

bem parecida com sua personagem

Pénélope Bagieu é uma francesa que chamou atenção, depois de publicar em forma de livro, as ilustrações de seu blog [que em geral, contavam um pouco de sua vida cotidiana e suas viagens].

O sucesso se expandiu para grandes livrarias e Pénélope passou a fazer diversas ilustrações editoriais e campanhas publicitárias, além de desenhar outras histórias [As aventuras de Joséphine]. Hoje, aos 35 anos, Bagieu é uma das quadrinistas mais conhecidas da França.

Uma morte horrível é uma comédia romântica [carregada de ironias e dos problemas reais da vida] em quadrinhos que conta a história de Zoé, uma jovem francesa de 22 anos que trabalha como hostess em tempo integral [o que lhe garante muitas situações constrangedoras]. Ela mora com o namorado machista, grosseiro e desempregado, e não possui ambições.

Depois de um dia cansativo no trabalho e frustrada com os problemas pessoais, Zoé acaba conhecendo, por acaso, Thomas Rocher, um jovem escritor [muito famoso]. Entretanto, a menina não é nem um pouco intelectual e pouco conhece sobre literatura [ela não sabe diferenciar Balzac de Batman], dessa forma, Thomas é um completo desconhecido para ela.

O escritor, de personalidade tímida e misteriosa, está passando por uma crise de inspiração e há dois anos não consegue escrever nem uma linha sequer. Mas quando ele conhece Zoé, eles logo se tornam amigos e suas conversas, de certa forma, o inspiram.

Ela: extrovertida. Ele: tímido e culto. Eles acabam se dando bem e embarcam em um relacionamento sério e estável. Pelo menos até a chegada da editora de Thomas e a descobertas de segredos terríveis.

Chega um momento em que tudo o que se consegue pensar é: “eu não acredito nisso!” [mas fica para o leitor a missão de descobrir se esse é um ponto positivo ou não].

A narrativa é simples e fluida [o que torna a leitura agradável]. A arte também é simples, mas sem perder a beleza e o charme, além de conter cores que fazem o quadrinho ser muito mais agradável [e chamativo] esteticamente. Só não vale folhear antes de ler [o quadrinho é muito gráfico e folhea-lo pode acabar revelando demais e estragar as surpresas na hora de ler].

Anúncios

Comente [Vamos dividir um Drink!]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s