BurningSong XIV – [Sila – Yoruldum]

Este ano fiz amizade com uma garota da Turquia, seu nome era Didem, entre nossas conversas aprendi bastante coisa sobre os Turcos. Entre as coisa que eu aprendi foi mais sobre a música regional. Entre os artistas que eu conheci, Sila foi a que eu mais gostei.

Bela Sila

Bela Sila

Gostei da voz e da qualidade instrumental das músicas de Sila. Penso em um futuro distante escrever mais sobre ela.

A música que eu escolhi para o post de hoje é Yoruldum [algo parecido como Estou Cansado]

Curta o som…

Palestina x Israel em mais um belo drama [Omar – 2013]

No final da noite de ontem, enquanto “zapeava” os canais tive a sorte de assistir o filme Omar [2013] do premiado diretor Hany Abu-Assad. Este diretor é famoso por retratar em seus filmes os conflitos entre Israel e Palestina. Antes de Omar, Assad foi indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro por Paradise Now [2005].

Neste novo filme, o diretor narra a vida de Omar [o promissor Adam Bakri] um jovem palestino que trabalha como padeiro e mora do lado dominado pelo exército Israelense. Todos os dias Omar, tem que escalar uma muralha que divide os dois povos, quando ele atravessa a barreira Omar deixa de ser o simples padeiro e se torna um dos guerrilheiros da frente de libertação da Palestina.

A muralha é mais alta do que podemos ver

A muralha é mais alta do que podemos ver

E junto com seus dois amigos de infância, Amjad [Samer Bisharat] exímio atirador e Tarek [Eyad Hourani] o líder. O grupo tenta a todo custo desestabilizar o poder do exército Israelense, com pequenas ações que visam minar a influência desse exército.

Apesar de tanto ódio, existe Nadia [Leem Lubany] irmã mais nova de Tarek. Omar é apaixonado por ela e pensa em um dia se casar, mas antes precisa da aprovação de Tarek, na tradição ele deve aprovar o casamento dos dois.

Amor

Amor

Mas no meio de uma das ações, Omar acaba sendo capturado, depois de ser torturado, se vê obrigado a cooperar com a polícia Israelense. Com isso Omar é colocado em uma encruzilhada entre o amor de Nadia, a amizade com Tarek e sua própria vida.

O filme é construído de uma maneira bela, e mesmo com seu ritmo lento e a por vezes com algumas cenas longas, Assad cria uma trama perfeita em uma direção bem segura. A escolha de Adam Bakri para o papel principal foi mais do que acertada, o jovem ator, carrega a carga dramática necessária para mostrar todo o drama deste mundo em guerra.

atu0

Omar de Hany Abu-Assad merece ser visto e revisto. Fique atento a programação do canal a cabo Cinemax ou procure na sua locadora favorita.

Finalmente Arquivo X

8x6_xfiles_05

Por volta do ano de 1995 a Rede Record trazia ao Brasil o seriado Arquivo X. Uma série totalmente diferente de tudo aquilo que estávamos acostumados na época. Diferente dos dias de hoje que temos acesso a tudo que acontece lá fora [Na maioria das vezes antes mesmo de ser oficial].

Na época o seriado passava toda a sexta, sendo um recorde de audiência no Canal. Eu esperava toda a sexta para assistir os mistérios de Scully e Mulder. E confesso que ia pra cama com medo de abduções, chupa cabras ou mesmo de seres que podem assumir o corpo de algum parente próximo.

Versão Escoteiro dos anos 90

Versão Escoteiro dos anos 90

Apesar da excelente iniciativa da Tv Record em comprar o seriado. O Canal censurou alguns episódios, mudando alguns termos usados como: Pastor por Reverendo. Já os episódios “O Sanatório da Morte”, “Os Exorcistas” e “A Volta do Além”, foram exibidos fora da ordem, gerando algumas confusões na cronologia.

Por diversos fatores eu não consegui ver o seriado até a 10ª Temporada. Nem em uma segunda chance quando o seriado foi exibido pelo canal TCM. Cheguei a acompanhar umas quatro temporadas, mas eu não tenho muito ritmo para seriados longos.

Scully sempre arrumadinha

Scully sempre arrumadinha

Agora depois de 10 temporadas, dois filmes [1998 e 2008] e um hiato de 13 anos a serie retorna com seis episódios com previsão de estreia para Janeiro de 2016. Pouco da nova trama foi revelada, o que sabemos é que teremos a volta de Skinner e do emblemático Canceroso e claro de Scully e Mulder.

Vamos esperar mais novidades sobre o Arquivo X.

Pike Place um clássico do Starbucks [Atualizado 16-07]

A tempos eu queria escrever sobre o Pike Place da Starbucks, mas o acaso não conspirou para isso. Aproveitando o feriado em São Paulo, levei a loja mais próxima os grãos para moer; como queria estrear a minha máquina de café espresso caseira, segui as recomendações do Barista da casa e pedi a moagem média.

Este café é uma homenagem ao Pike Place Market de Seattle [inaugurado 1907], local que servia como mercado de troca de produtos agrícolas, local onde em 1971 a Starbucks fundou sua primeira loja.

O Pike Place é um café de Torra Média, o que dá uma característica menos ácida e produzindo um sabor mais suave. Em geral o café de torra média, tem um teor de cafeína também mediano [quanto mais escura a torra for, menos cafeína a bebida terá].

O meu Pike Place já está acabando

O meu Pike Place já está acabando

Isso faz do Pike Place um café mais agradável para os paladares dos iniciantes. Excelente para aqueles que ainda usam açúcar no café ou mesmo aqueles que já estão tentando degustar a bebida em seu estado puro.

Processed with VSCOcam with a6 preset

Para saborear o Pike Place vá ao Starbucks mais próximo de você e peça ao barista para degustar a bebida [sem possível em uma Prensa Francesa] ou compre os grãos na loja e saboreei no conforto de sua casa.

Bergman em 35mm

Começou nesse sábado [04-07] no CINE Caixa Belas Artes [Antigo Cinema Belas Artes] um festival que celebra toda a genialidade de Ingmar Bergman. O Ciclo leva o nome de Fantasmas e demônios de Ingmar Bergman.

Quem conhece a obra do diretor reconhece o pessimismo e a dureza de suas cenas, alguns atribuem essa visão de mundo a sua infância em uma Suécia pobre, além da educação rígida dada pelo seu pai um Pastor da igreja protestante, que adorarava humilhar e bater em Bergman.

Sobre esses fantasmas da sua vida Bergman disse: “Mas já aprendi que, se consigo controlar as forças negativas e atrelá-las à minha carruagem, elas podem trabalhar em meu benefício”.

Se você ainda não conhece o trabalho de Bergman essa é a sua chance, se já conhece não perca a oportunidade de rever o filme em tela grande e ainda com projeção de 35mm. Um deleite para qualquer apaixonado por cinema.

Abaixo a programação:

04/07 (sábado) e 08/07 (quarta-feira)

Wild Strawberries (1957) Blu-ray Screenshot

Morangos Silvestres
(Smultronstallet)
Suécia, 1957, p/b, 91 min.
Elenco: Viktor Sjostrom, Gunnar Bjornstrand e Bibi Andersson.
Durante uma viagem de carro, um velho professor universitário encontra um grupo de jovens e junto com eles relembra momentos do seu passado. Filme vencedor do Urso de Ouro no Festival de Berlim de 1958, também considerado uma das principais obras-primas de Ingmar Bergman.

11/07 (sábado) e 15/07 (quarta)

Virgin-Spring

A Fonte e a Donzela
(Jungfrukällan)
Suécia, 1960, 35mm, pb, 89 min.
Elenco: Max Von Sydow, Birgitta Valberg e Birgitta Pettersson.
Ainda fascinado pela Idade Média, Bergman retorna ao clima de O Sétimo Selo ao narrar a lenda de uma jovem, filha de cristãos fervorosos, violentada e morta por pastores, cujo local do crime teria se tornado uma nascente de águas milagrosas. Vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

18/07 (sábado) e 22/07 (quarta)

Gritos e Sussurros

Gritos e Sussurros
(Viskningar och Rop)
Suécia, 1973, cor, 91 min.
Elenco: Harriet Andersson, Liv Ullmann, Kari Sylwan e Ingrid Thulin.
Numa casa de campo, Agnes recebe, à beira da morte, os cuidados de suas duas irmãs e de uma dedicada empregada da família. Neste ambiente claustrofóbico, acompanhamos as imaginações, lembranças e frustrações destas quatro mulheres. Vencedor do Oscar de Melhor Fotografia.

25/07 (sábado) e 29/07 (quarta)

the-serpents-egg
O ovo da Serpente
(The Serpent’s Egg)
EUA/Alemanha, 1977, 35mm, cor, 120 min.
Elenco: David Carradine, Liv Ullmann e Isolde Barth.
Na Berlim devastada pela Primeira Guerra Mundial, um americano desempregado consegue refúgio no apartamento de um cientista, que também lhe dá emprego. Porém, enquanto trabalha como trapezista ele acaba se apaixonando por uma cantora de cabaré e, aos poucos, descobrirá a verdade sobre um fato terrível que o afetou no passado.

01/08 (sábado) e 05/08 (quarta)
Da Vida das Marionetes

davidadasmarionetes
(Aus dem Leben der Marionetten)
Suécia/Alemanha, 1980, 35mm, pb/cor, 104 min.
Elenco: Robert Atzorn, Heinz Bennent e Toni Berger.
Filmado durante o exílio de Bergman na Alemanha, o filme mostra a sufocante trajetória de um homem que assassina uma prostituta. Utilizando-se de fotografia em preto e branco, com exceção da cena do assassinato e o final que são mostrados em cores, o diretor realizou uma das obras mais sombrias e complexas de toda a sua carreira.

Malditovivant volta na quarta, antes do Feriado.