Um retorno ao mundo Russo [Noites Brancas]

Já que farei um post sobre a exposição que está acontecendo no Museu Lasar Segall [Noites Brancas: Dostoiévski Ilustrado], resolvi resgatar a resenha do livro, escrita em 2010.

Eu estava sem fazer nada em uma destas tardes de sábado então fui a livraria em busca de uma nova aquisição. O livro que eu procurava só viria por encomenda, o que torna toda a busca falha.

cover-145439-600

Para não sair de mãos vazias, comecei a procurar “o meu novo livro” entre as prateleiras um livro chamou atenção pelo seu acabamento e pela sua capa.  “Noites Brancas eu nunca havia lido nada de Dostoiévski e sempre fui curioso pela literatura Russa, naquele momento percebi que havia chegado a hora de ler o Mestre Russo.

Sinopse: Durante uma das singulares “Noites Brancas” do verão de São Petersburgo, em que o sol praticamente não se põe, dois jovens se encontram numa ponte sobre o rio Nievá e dão início a uma história repleta de fantasia e lirismo. Publicado em 1848, na contracorrente de sua época, que privilegiava o Realismo, este livro é, na obra de Dostoiévski, aquele que mais se aproxima da escola romântica. Não apenas pelo tipo do Sonhador, figura central da novela, mas também pela atmosfera delicada e fantasmagórica, que envolve a trama, o cenário e os protagonistas. Aqui, a própria cidade de São Petersburgo – com seus palácios e pontes, seus espaços monumentais – revela-se como personagem.

O livro tem algumas passagens divertidas e mostra toda a paixão de Dostoiésvki por São Petersburgo, cidade que em determinada época do ano recebe “As Noites Brancas” fenômeno esse que torna a noite igual ao dia, porque o Sol não chega a se por totalmente. [Deve ser uma coisa linda de se ver]

A minha edição é da Editora 34 que fez um grande trabalho, tanto na tradução direta do Russo, quanto na composição da capa [dando um toque de classe ao produto] , mostrando que o livro pode ser “uma obra de arte”

A editora tem selo Coleção Leste, que é especializada em literatura Russa

Agora pretendo comprar Os Demônios desta mesma coleção.

O malditovivant, volta na quarta com mais…