Um retorno ao mundo Russo [Noites Brancas]

Já que farei um post sobre a exposição que está acontecendo no Museu Lasar Segall [Noites Brancas: Dostoiévski Ilustrado], resolvi resgatar a resenha do livro, escrita em 2010.

Eu estava sem fazer nada em uma destas tardes de sábado então fui a livraria em busca de uma nova aquisição. O livro que eu procurava só viria por encomenda, o que torna toda a busca falha.

cover-145439-600

Para não sair de mãos vazias, comecei a procurar “o meu novo livro” entre as prateleiras um livro chamou atenção pelo seu acabamento e pela sua capa.  “Noites Brancas eu nunca havia lido nada de Dostoiévski e sempre fui curioso pela literatura Russa, naquele momento percebi que havia chegado a hora de ler o Mestre Russo.

Sinopse: Durante uma das singulares “Noites Brancas” do verão de São Petersburgo, em que o sol praticamente não se põe, dois jovens se encontram numa ponte sobre o rio Nievá e dão início a uma história repleta de fantasia e lirismo. Publicado em 1848, na contracorrente de sua época, que privilegiava o Realismo, este livro é, na obra de Dostoiévski, aquele que mais se aproxima da escola romântica. Não apenas pelo tipo do Sonhador, figura central da novela, mas também pela atmosfera delicada e fantasmagórica, que envolve a trama, o cenário e os protagonistas. Aqui, a própria cidade de São Petersburgo – com seus palácios e pontes, seus espaços monumentais – revela-se como personagem.

O livro tem algumas passagens divertidas e mostra toda a paixão de Dostoiésvki por São Petersburgo, cidade que em determinada época do ano recebe “As Noites Brancas” fenômeno esse que torna a noite igual ao dia, porque o Sol não chega a se por totalmente. [Deve ser uma coisa linda de se ver]

A minha edição é da Editora 34 que fez um grande trabalho, tanto na tradução direta do Russo, quanto na composição da capa [dando um toque de classe ao produto] , mostrando que o livro pode ser “uma obra de arte”

A editora tem selo Coleção Leste, que é especializada em literatura Russa

Agora pretendo comprar Os Demônios desta mesma coleção.

O malditovivant, volta na quarta com mais…

Fotografia em destaque [7.ª edição da SP-Arte/Foto]

Foto como arte…

 sp-foto2013_site_destaques2-464x256

Amanhã inicia a sétima edição do SP Arte/Foto, o evento que nasceu da busca das pequenas galerias de Fotografia em reunir um grande público e mostrar a nova produção artística Brasileira. Lembrando que sete anos atrás iniciava no Brasil um processo de democratização das câmeras digitais. Objeto esse, que ontem era um dos mais desejados pelo consumidor Brasileiro, hoje é um item popular e que por vezes foi substituído pelo celular.

Mas a SP Arte/Foto não vem apresentar ao público, fotos digitais ou analógicas, ela vem mostrar a grande produção mundial da Fotografia, com maior destaque a produção nacional, a ideia em si é dialogar com essa nova geração que tornou o ato de fotografar algo natural, e por vezes banal.

Esse “novo” público precisa conhecer fotógrafos como: Miguel Rio Branco, Gaspar Gasparian, Cristiano Mascaro, Sebastião Salgado, Damien Hirst e Julian Opie, nomes já consagrados dentro do meio, mas também existem artistas que estão se projetando como: Sheila Oliveira, Claudia Melli e Juliana Stein.

sp-arte-foto-600x397

Entre os destaques podemos ressaltar o trio [os três modernos] Paulo, José e Ademar, onde foco de sua produção são os anos 50 e 60.  Não é só de clássico que permeia a obra, temos o “moderno” Hans Eijkelboom que faz uma critica social a massificação da moda ao mostrar pessoas ao redor do globo que se vestem iguais. Outro bom nome é o jornalista Anderson Schneider, especializado em “fotojornalismo”, mais uma prova que esta sétima edição é a mais eclética de todas, mostrando que a ideia é conhecer a diversidade.

Porém, esse conhecer vem junto com a busca por uma leitura crítica do que está sendo exposto. Essa crítica vai gerar uma produção de arte mais refinada e cada vez melhor, além de inspirar uma nova geração de fotógrafos, que vai sair da rede e buscar outro nível de fotografia.

AdemarManarini_789GA2Z2I00

Para isso o evento conta com oficinas ligadas ao debate da fotografia, desde sua produção artística, ao seu diálogo com a sociedade.

Aproveite a SP Arte/Foto que começa hoje para convidados e a partir de amanhã é aberta ao público.

Shopping JK Iguatemi.
Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 2.041, Vila Olímpia. De 5ª a dom., 14 h às 20 h. Grátis.
De 22 a 25/8. Abertura quarta-feira, das 15 h às 22 h, para convidados

Red Hot Chilli Peppers retorna ao Brasil.

Sim, mais um show internacional na sua agenda, agora chegou a vez do Red hot Chillli Peppers, sua última apresentação em terras tupiniquins foi em 2011, onde fez dois Shows, um em SP e outro dentro do festival Rock in Rio. Junto desta nova turnê a banda também vem com os Yeah Yeah Yeahs, que lá fora tem aberto os shows da banda de Anthony Kiedis.

Red-hot-chili-peppers-faz-show-de-graça-em-Londres

Isso só confirma que o Brasil se tornou “a Meca” dos shows internacionais, uma prova disso é quantidade de bandas que estão desembarcando por aqui neste ano, só pra ter uma noção até o final do ano teremos: Black Sabbath [uma das minhas bandas favoritas] e ainda teremos o Rock in Rio, e por conta desse evento o Boss [Bruce Springsteen] confirmou um show solo em São Paulo.

E claro o Planeta Terra, onde as atrações principais são o Blur e a misteriosa Lana del Rey. O blur que chega em novembro, é uma das bandas que eu estou esperando a um bom tempo para tocar por esses lados em breve farei um post sobre o festival.

Voltando a banda da Califórnia, o show vai acontecer no dia sete de novembro e os ingressos para o show do Red Hot já estão a venda. não vamos perder essa oportunidade de ver a banda, que no final de 2009 recebeu uma baixa, a saída de John Frusciante, mas mesmo assim a banda não se abateu e seguiu a diante para alegria dos seus seguidores. O virtuoso guitarrista tem trabalhado em seu projeto solo que foi lançado esse ano e foi muito bem recebido pela crítica internacional.

Por aqui o disco já não foi muito bem recebido, mas isso é reflexo de nossa aversão aos trabalhos solo, uma prova disso é o genial disco de Ron Wood [Guitarrista dos Stones] lançando em 2010 que ficou no esquecimento dos críticos Brasileiros e que sem dúvida é um dos melhores discos lançados naquele ano.

sss

Já o novo disco do Red Hot, tem alcançado boas críticas e sua turnê também, mas o que os Brasileiros estão esperando são as clássicas: Other Side [uma das melhores], Scar Tissue, Califonication, Under The Bridge entre tantos outros hits, uma prova que a banda é uma das grandes bandas ainda em atividade.

Mas o que eu realmente quero ouvir é a genial Can´t Stop onde o clip foi inspirado no artista austríaco Erwin Wurm.

Depois de tudo isso, ainda resta dúvida do show de que não podemos perder o Red hot? Os ingressos para shows estão a venda na Ticketbis, agora o malditovivant volta na sexta com novidades, aproveitando a deixa hoje também fiz post sobre harmonização de queijo com café no turmadocafe.com

A volta da genial Sofia Coppola

Carregar esse sobrenome não é tarefa fácil, mas agora com a chegada de seu oitavo [cinco filmes e três curtas] trabalho [Bling Ring] a diretora tenta mostrar que veio pra ficar e que quer cativar seus compatriotas.

Bling Ring que tem previsão de estreia nesta sexta, conta a história de uma gangue de jovens entediados [perfil recorrente nos trabalhos da diretora]que invadem casas de celebridades de Hollywood em busca de um pedaço de suas vidas. O filme é baseado em fatos reais, a ideia surgiu após a diretora ler um artigo na revista Vanity Fair.

Apesar de ter sido bem recebida na edição de Cannes deste ano a diretora ainda não conseguiu cativar sua terra natal, em parte por sua maneira de trabalhar, que por vezes é comparado com o cinema artístico europeu [pelo uso das tomadas longas e a falta de apelo comercial de seus filmes].

Scarlett oh..Scarlett

Scarlett oh..Scarlett

Outro lado que afasta o público caseiro de seus filmes são as escolhas de seus personagens, apesar do vazio imenso e da sensação de tédio eles são extremamente profundos.  Lembramos-nos da bela Scarlett Johansson [em seu primeiro filme sério] em 2003 com “Encontros e Desencontros”. Sua personagem está imersa em um mundo desconhecido e não faz nada para mudar isso, até encontrar um velho ator de cinema [com interpretação do genial Bill Murray].

Outro bom trabalho que segue a mesma linha é “Um lugar qualquer” de 2010, só que desta vez não temos uma mulher no centro da “ação”, mas temos outro personagem imerso no tédio, um ator de cinema que não sente mais nada.

Mas para mim o melhor momento da diretora não é o seu clássico, “Virgens suicidas” de 1999, mas sim “Maria Antonieta” de 2006, onde ela mostra uma versatilidade incrível e um rigor fantástico na criação do figurino e na ambientação na vida de uma entediada rainha de um império em ruinas. Sofia criou com a ajuda da deslumbrante Kristen Dunst uma “Maria Antonieta Rock Star”.

pinkstripes7a

Mesmo repetindo a temática, mas sempre trazendo um olhar diferente sobre seus personagens, a diretora ainda é um dos nomes promissores do atual cinema.

Depois de tudo isso vá a locadora e alugue alguns filmes e se prepare para Bling Ring.   

O malditovivant volta com mais novidades.

Um mar de raridades

“O lixo de um pode ser o tesouro de outro”

Por enquanto no Brasil ainda não existe a cultura da venda de garagem, popularmente visto em filmes de Hollywood. Podemos nos dizer “mais modernos” por que já nos habituamos a usar a plataformas da internet. É lá também onde encontramos raridades: Discos, DVDs, Objetos de arte e claro, livros. Atualmente quem domina esse mercado é a OLX.

sss

O site tem vários filtros, o que facilita a busca por um produto mais perto de casa [diminuído o custo de frete]. O portal ainda apresenta uma grande vantagem em relação aos concorrentes, não existe a taxa de agenciamento do produto, ou seja, o dinheiro entra livre para você.

Pra ajudar na divulgação do site o marketing da OLX criou a campanha: Celebridade vende. Mas na OLX, vende muito mais! DESAPEGA! Onde compradores encontram vendedores, são três vídeos voltados ao humor que contam com a participação de Preta Gil,e a sensacional Sabrina Sato e Fabio Pochat, a campanha está sendo vinculada em diversas emissoras de TV e também podem ser vistas no canal da OLX no Youtube.

E foi por conta desta campanha [da Sabrina Sato] que eu conheci o site e resolvi arriscar, e dentro do OLX acabei encontrado livros importantes para minha coleção [em breve farei um post sobre eles, que vem junto com uma campanha]. Recentemente eu comprei o disco clássico do Bruce Springsteen [pra comemorar sua vinda ao Brasil], Born in The USA. Disco esse que ficou famoso pela sua capa, onde Bruce vai em direção da bandeira americana. Além do hino, Born In The Usa, temos Dancing in The Dark [minha canção favorita] e claro Glory Days.

meu Born in the USA graças a OLX

meu Born in the USA graças a OLX

Na sexta volto [eu prometo] com a minha campanha de busca de livros.