Uma dramédia sobre a dor [O Ruído do Gelo]

Recentemente dei a sorte de ver O Ruído do Gelo, uma Dramédia que fala de uma maneira bem humorada sobre o câncer. Só que quem assiste, deve se esquecer de todas as referências que temos sobre esse tipo de filme.

Aqui o câncer ganha um rosto, ele não é apenas uma doença. O câncer aparece como uma visita indesejada na casa do escritor Charles Faulque [vivido pelo canastrão Jean Dujardin], só que somente Charles consegue enxergar “essa pessoa misteriosa”, o estranho visitante logo se apresenta como: O seu Câncer.

Daniel Dujardin

Jean Dujardin

No primeiro momento Charles acha que aquilo é uma brincadeira, mas vai percebendo que é bem sério. Então ele tenta se livra da sua visita indesejada, por mais que destrate “a pessoa”, ela insiste em ficar. Mas o Câncer começa a mostrar intimidade e um conhecimento da vida de Charles.

Essa intimidade faz com que os dois se tornem amigos a ponto de dividirem a mesma cama. Aos poucos “o indesejável”, vai cortando os laços do escritor com todos, primeiro a sua jovem amante [interpretada pela bela Christa Theret], que é mandada embora, logo depois vem o incentivo ao abuso do álcool o que distância Charles de uma reconciliação com sua esposa Carole Faulque [em uma pequena participação de Audrey Dana].

Quase amigos

Quase amigos

Só que o Câncer quase vencedor não conta com a empregada apaixonada e cheia de recalques, que de uma hora para a outra começa a ver “o indesejado”, isso por causa de um câncer que ela também desenvolve [personificado em uma mulher]. Isso traz uma reviravolta bem divertida para o filme.

O filme é recheado de sarcasmo e humor negro, mas sem se tornar grotesco ou mesmo ofensivo. Mesmo eu não gostando de comédia o filme me surpreendeu com seu desfecho mirabolante.

qgSsoYSxodzSxeT3OAiyGAAKORT.jpg

O Ruído do Gelo é uma boa pedida para a semana, fique atento a programação do canal a cabo CINEMAX.

Malditovivant, volta amanhã

Anúncios

7 comentários em “Uma dramédia sobre a dor [O Ruído do Gelo]

  1. Debondan disse:

    Quero muito conferir! Adoro uma abordagem criativa e curto o humor negro. bjos

  2. debondan disse:

    Louca para conferir. Adoro uma abordagem criativa e curto o humor negro. bjos

  3. eu nem reconheci o jean dujardin e fiquei de novo com vontade de ver um filme q vc indica aqui… droga estar sem tv a cabo.. 😦

    e essa atriz, q eh linda realmente, infelizmente estragou o filme do renoir sendo uma personagem chata interesseira mas sem vida..

  4. umvagabundocomoeu disse:

    Sarcasmo e humor negro? Falou comigo. Vou adicioná-lo a lista de filmes para ver antes de morrer.

  5. froide disse:

    Achei muito interessante, embora da última vez que vi um filme de indicação sua não foi promissor, pois é.

    É fascinante encontrar humor na desgraça e não estou falando de “humor negro”, e nem de ver o lado bom da desgraça, só trazer um cotidiano menos úmido e frio.

    Nem eu entendi o que escrevi.

  6. Bem direfente esse fime
    Fiquei com vontade de assistir hihi
    Muito curiosa para ver como eles fizerem essa ideia funcionar no filme

  7. Mary Garner disse:

    Salut je suis Jefferson Wellington Rodrigues Conception, j’ai quitté vous allez maintenant vous souvenez de moi par mes paroles. Tout ce que vous voyez, c’était moi qui a fait le titre sur tous nos MNDO. Si vous souhaitez nous rendre visite aller: http://www.jeffersonwellington.wordpress.com ou Google est tout au sujet de notre monde qui est wordpress aimé à me connaître! si vous cliquez sur mon site personnel vera Gravatar.

Comente [Vamos dividir um Drink!]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s