Não Pode Faltar Na Sua Estante [Cinema]: Quentin Tarantino

“Sempre pensei que o cinema foi inventado para mostrar gente se matando e se beijando.” Tarantino

Chegou no inicio do mês, mais um livro que não pode faltar na sua estante. Quentin Tarantino, o polêmico [e agora amado] diretor de Hollywood, ganhou um guia de seus filmes. O livro serve como guia na carreira do diretor, passando pelos seus tempos nada gloriosos como ator [sim ele fez alguns] e mostrando sua entrada no mundo como roteirista e diretor.

O Livro chegou ao Brasil na hora certa, porque já faz 20 anos que Cães de Aluguel [primeiro sucesso do diretor] chegou aos cinemas do mundo todo, quem conta sobre a trajetória do diretor é o famoso Paul A. Woods um perito em cinema que recentemente escreveu um livro sobre outra lenda do cinema moderno: Tim Burton [O estranho Mundo de Tim Burton]. Woods vasculhou todo o passado do diretor, além de resgatar todas as críticas dos principais jornais da época.

Por meio dessas críticas vemos como o diretor foi ganhando mais espaço na mídia e ganhando crédito com os críticos e criando uma legião de fãs, para se ter uma ideia, em 1992 o diretor esteve em São Paulo para divulgar o filme Cães de Aluguel, o filme fez sucesso por aqui, mas a maioria dos meios de comunicação não deu bola para o diretor, fazendo sua passagem pelo Brasil passar em branco.

As críticas publicadas, não servem só como termômetro de popularidade, ela serve para mostrar como a violência que esteve sempre presente em seus filmes era recebida pelo público, como no caso da famosa cena de tortura em “Cães de Aluguel” [1992] à elevação da “mesma violência” a um nível Cult na homenagem a filmes de artes marciais em “Kill Bill – Volume 1” [onze anos depois].

Outra grande sacada do livro são os comentários do diretor sobre seus filmes, os comentários são retirados de entrevistas. Como a declaração de Tarantino sobre Pulp Fiction:

“As pessoas me perguntam de onde tirei a história da overdose: o resumo é que cada junkie, ou pessoa que experimentou heroína para valer, tem uma versão dessa história – eles quase morreram, outra pessoa quase morreu e eles a trouxeram de volta com água salgada ou a colocaram numa banheira, ou a fizeram saltar com uma bateria de carro”

O livro é muito legal para quem gosta de cinema ou apenas do Diretor, o livro que chega por aqui pela editora Leya [Clube da Luta e Drive] infelizmente a editora não fez um bom trabalho com a edição, por ser um livro sobre cinema ele merecia um tratamento gráfico bem melhor.

 

Quentin Tarantino

Autor: Paul A. Woods

Editora: Leya

Páginas: 384

Por volta de 44,00 Reais

Voltamos na Sexta com muito mais…