Parabéns para o livro hoje é seu dia. [Segunda edição]

O que você gosta de ler ?

Esse é o post número 901 e nada melhor do que um post colaborativo, chamei o pessoal que sempre comenta por essas bandas para participar da segunda edição do Parabéns para o livro [preciso mudar esse nome]. Na primeira edição tivemos uma boa variedade de livros, mas pouca coisa eu não conhecia[clique aqui e veja a primeira edição], essa nova edição ficou bem legal. Eu que sempre dou dica de livros, acho muito legal ver o que o meu leitor gosta de ler, as vezes me surpreendo vendo que é um livro que eu já indiquei, ou mesmo um livro que eu não conhecia [a parte mais legal].

Mas deixamos o papo de lado e vamos ao post:

 

A J^^h do Blog: O gas da coca

Livro: Os delírios de consumo de Becky Bloom [Sophie Kinsella]

Esse livro é maravilhoso e horroroso ao mesmo tempo. Horroroso é porque enquanto lemos, nos sentimos mal, por ver como somos traiçoeiras conoscos só para consumir, pois Becky ao longo do livro, sempre arruma uma desculpa para consumir, gastar o que não tem e comprar o que nem precisa!!!!! Me identifiquei com várias das desculpas dela!!! Terrível!!!! Mas é muito bom para nos fazer refletir como o consumo afeta nossas vidas…..Ainda bem que nunca cheguei a situação semelhante a dela, e nem quero!!!! ahahahaha Mas que é lindo e romântico quando estamos paradas na frente de uma vitrine admirando o nosso objeto de consumo e mais, entrando na loja e o comprando é…..tanto quanto uma cena romântica em um filme bem meloso e clichê que todas e todos nós conhecemos, dizemos detestar, mas no fundo as lágrimas rolam soltas até a cabeça doer..!!!!

É isso gente!!!! Esse livro é amor!!! Amor ao consumo!!!! quem ainda não leu, deveria!!!! Ele é engraçado também

Giuliane do blog Reflexões de um Macaco Doméstico

Livro: O Senhor Das Moscas [William Golding] o livro que me fez chorar.

Um avião que a bordo levava grupo de crianças inglesas abastadas a fim de distanciar-se da Guerra, sofre um acidente, presas em uma ilha deserta, sem adultos, constitui-se uma nova civilização que progressivamente cede aos instintos, regredindo à violência, à morte, à irracionalidade. Após recusa de 21 editoras, é publicado em 1954, descrente na bondade inata dos homens e na sua capacidade de melhorar o mundo, aos poucos ganha notoriedade até propiciar ao autor um Nobel em 1983. No fim quase vi uma pontinha de otimismo, mas aí pensei: “E os adultos, quem os salvará?”.

Carolina Fabris do Fashion Tab

Livro: Dejá Morta [Kathy Reichs]

“Comprei este livro de maneira super despretenciosa. Ele estava dando bobeira na prateleira de um supermercado, com um preço super convidativo e eu não resisti, acabei levando para casa e dando uma chance para a leitura.

As primeiras páginas já prenderam minha atenção. Sabem aquele livro que você começa a ler e não consegue mais parar? Pra mim ele foi mais ou menos assim.

Um suspense gostoso misturado com um drama que não sei bem explicar, só sei dizer que vale a pena ler e se imaginar envolvido na trama.”

Julia Gomes do  Lingua feminina

Livro: Senhora [José de Alencar]

Pq gosto do livro?

Por ser um romance que mostra uma mulher forte, apesar dos sentimentos que nutre. Não tem como não se render a esta leitura e não ficar curioso como terminara essa decisão de Aurélia Camargo e o final é surpreendente, pelo menos para mim. E como o autor descreve bem o cenário também é muito legal imaginar o Brasil da época 1875.

Cerise do Cerise n’ Pepper

Livro: Alice a paus des Merveilles [Lewis Carrol]

Fiz a foto com a última edição que eu ganhei, é em francês e tem ilustrações maravilhosas. Tenho uma pequena coleção de livros de Alice pois sou completamente apaixonada desde que conheci essa história pelo desenho da Disney, de 1951.

O que me faz gostar tanto é por ser uma criança deixando sua imaginação fluir. Gosto de mundos mágicos e acho que todo mundo deveria ter um momento Alice de vez em quando e se deixar levar pra Wonderland pra fugir um pouco do nosso mundo.

Taci do Blog Confronto de ideias

Livro: Questões do Coração [Emily Giffin]

“Amei de coração todas suas páginas. Intenso, verdadeiro, tocante.

É um livro que te ensina a aprender a amar as pessoas, principalmente as que estão ao nosso lado, pois, são as mais difíceis, de mantê-las ao nosso lado, em nossos momentos mais difíceis. Tenho vivido isso neste momento da minha vida e sinceramente, não é fácil.

Foi o livro que simplesmente olhei e pela capa comprei. Não havia ouvido falar dele em momento algum e me surpreendi.

Ingrid do Glamit

Livro: A Trégua [Mario Benedetti]

Bem, escolhi esse livro porque o ganhei de presente de uma pessoa muito importante pra mim, logo, é um dos meus presentes mais queridos. Como me deram com muito carinho li cada página com toda atenção e identificação..

É um romance lindo e bem diferente. Ao invés de vermos o amor pela visão feminina, dessa vez é um homem que nos conta como é se apaixonar por uma mulher mais nova. Se sentir vivo novamente, ganhar esperança e ter uma trégua numa vida cinza e monótona.

Fabio Faller do Turma do Café

Livro: Noites Brancas [Dostoiévski]

Gosto desse livro por ser talvez o único romance de Dostoiévski, publicado em 1848 antes do autor ser preso. Duas coisas me chamaram muito a atenção antes mesmo de ler o livro,o conceito da Noite Branca, fenômeno muito comum na Europa onde o sol se põe e permanece um pouco abaixo da linha do horizonte deixando as noites claras, ou seja, brancas, e a definição do romance dado pelo próprio autor que disse ser o romance de um sonhador. Em uma noite branca de São Petersburgo, o sonhador sem nome, encontra uma linda mulher aos prantos à beira do rio Fontanka. A atmosfera criada pelo autor torna-se o ambiente ideal para o encontro entre essas duas pessoas perdidas e solitárias. Em quatro noites o sonhador e a jovem Nastenka vão se conhecendo cada vez melhor e tornando-se “velhos amigos”.

 “Escute-me só por um momento! Perdoe-me se lhe digo mais uma coisa… É o seguinte: não posso deixar de aqui voltar amanhã. Sou um sonhador; a minha vida real tão reduzida que momentos como estes que agora vivo são para mim de tal modo preciosos que não poderei evitar de os reproduzir nos meus sonhos. Sonharei consigo toda a noite, toda a semana, todo o ano. Voltarei obrigatoriamente aqui amanhã, justamente aqui, a este mesmo local, a esta mesma hora, e sentir-me-ei feliz por recordar o que hoje aconteceu. Doravante, este lugar é sagrado para mim.”

Foi uma excelente edição deste post, alguns livros eu já cheguei a ler outros fiquei curioso para conhecer. E agora que temos essas boas dicas, vamos a livraria, conhecer um mundo novo.

Lembrando que amanhã tem dica de filme no Turmadocafé.com

E na sexta estamos de volta…com mais livros….