Finalmente Guerra e paz de Portinari [Memorial da América Latina]

Um pintor injustiçado.

De 1952 a 1956, Cândido Portinari [1903–1962] dedicou sua energia artística a “Guerra” e a “Paz”, encomendado pelo governo brasileiro para decorar a sede da ONU em NY, os painéis estavam localizados no hall de entrada da Assembléia Geral e eram de acesso restrito aos delegados das nações. Nem mesmo durante as visitas guiadas à ONU as obras podiam ser vistas pelo público, por razões de segurança.

Em 2010 a ONU iniciou uma grande reforma, com isso o único herdeiro da Obra [filho de Portinari] conseguiu tirar o quadro dos Estados Unidos e trazer para o Brasil, onde passou por uma grande restauração, que pode ser acompanhado pelo publico Brasileiro, já que a restauração foi feita ao ar livre em um ateliê no Rio de janeiro.

Evento de pompa no RIo

Na época em que o quadro chegou a Brasil, foram trazidas outras obras, também inéditas no país que rodaram o Brasil graças ao Centro Cultural Banco do Brasil. Agora é a vez de guerra e paz chegar a São Paulo, tentando repetir o mesmo sucesso que ocorreu no Rio, onde em apenas 12 dias mais de 44mil pessoas viram a Obra.

Ver as obras é conjunto é um sonho de Portinari, já que o mesmo não conseguiu velas, já que os Estados Unidos negaram visto ao artista por ter ligações com o partido comunista.

Os murais são grandiosos, cada um mede 14 metros de altura e 10 metros de largura e são compostos, ao todo, por 28 placas de madeira compensada naval, com 2,2 metros de altura por 5 metros de largura, que pesam 75 quilos cada uma. A área total pintada, uma superfície de 280 metros quadrados, é maior do que a do Juízo Final [não confunda com o teto], de Michelangelo, na Capela Sistina, na Itália.

Detalhe do Quadro

Na obra, a guerra é representada em cores vibrantes e chocantes pela figura de mães que perderam seus filhos. Por sua vez, a paz é retratada em tons pastel. Além das duas obras, quem passar pelo memorial vai poder ver também os esboços que levaram a composição dessa magnífica obra.

mais detalhes

Se estiver em São Paulo não perca a chance, porque depois o quadro embarca para OSLO e depois volta para a ONU.

Onde: Memorial da América Latina – av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda,

Quando: 7/02 Até 21/4. De ter. a dom., das 9h às 21h

Quanto: grátis

Mais informações: tel. (11) 3823-4600

Anúncios

5 comentários em “Finalmente Guerra e paz de Portinari [Memorial da América Latina]

  1. cerise. disse:

    Maravilhoso! Quero muito dar uma passada pra ver de perto, adorei a dica! *_*

    Beijos!

  2. Ogasdacoca disse:

    Vi ontém no jornal.
    São obras linda demais. Que bom que estão por aí.
    Beijos

  3. Julia disse:

    Não entendo muito de arte, mas admiro. Sempre que posso visito o ccbb.

    Bom, até tem ciclovias, mas não são muitas. E tem cidades que nem tem.

  4. Priscila disse:

    Ver essas obras “ao vivo”, deve ser uma coisa do outro mundo!!
    Se já fico super empolgada só de imaginar ir, imagina eu lá hahahaha

  5. ingrid disse:

    pena que perdi a oportunidade aqui no Rio de Janeiro.. conhecer Oslo deve ser legal…

Comente [Vamos dividir um Drink!]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s