Um crime, dois amantes, Paris e tudo ao som de Miles Davis [O Ascensor para o Cadafalso]

Florence: Eu te amo, meu amor.

Julien: Preciso de você.

Florence: Vamos fugir e viver em um mundo só nosso.

Recentemente eu tive a oportunidade de ver um dos precursores da Nouvelle Vague, “O Ascensor Para o Cadafalso”, filme de 1957, e o mais legal de tudo que consegui ver o filme no cinema. Esse foi o primeiro filme de Louis Malle como diretor, anos mais tarde ele faria o filme Black Moon e Baía do ódio. Esse filme também alçou como estrela a atriz Jeanne Moreau, que depois desse filme se tornaria uma musa do movimento, trabalhado com Truffaut e Ozon.

 O filme conta a história de um romance proibido entre Florence [Jeanne Moreau] e Julien [Maurice Rounet], Florence é casada com Simon um rico industrial de Paris, que faz acordos ilegais com países do oriente médio. Julien é o seu braço direito, um ex-militar que trabalha como espião para a empresa.

Julian, Herói e Boa vida

Florence ama Julien e os dois combinam de matar Simon e fugir de Paris nessa mesma noite. Julien trabalha no mesmo prédio de Simon, assim ele arma o plano e o executa com sucesso, mas quando está saindo para encontrar seu amor, percebe que esqueceu algo na cena do crime. Julien resolve voltar, mas enquanto se dirige para a sala, a energia do prédio é cortada deixando Julien preso dentro do elevador.

Julien tenta de todas as maneiras sair de dentro do elevador, enquanto isso do lado de fora Florence se sente traída e perdida, seu sentimento de traição só aumenta quando ela vê o carro de Julien [que havia sido roubado] fugindo de Paris. Agora Florence vaga em meio a uma Paris em busca do seu amor.

O diretor conseguiu  amarrar muito bem a trama e criar um clima angustiante o filme inteiro, se de um lado nosso Herói [tá mais para um anti-herói] Julien passa apuros para escapar do elevador. Já do lado de fora Florence vaga por Paris no meio da chuva e sempre se questionando do amor de Julien. E a trama e tão boa que não vemos esperança para o caso dos dois.

Já derramou lágrimas pelo seu amor na chuva ?

Além das boas atuações e as belas tomadas de Paris a noite, o filme tem a trilha sonora de Miles Davis, que dá o tom emocional ao drama.

Assistir a esse filme no cinema foi algo prazeroso, nem sempre temos uma oportunidade como essa. Ainda mais com uma tarde chuvosa para criar “um clima”. Para você que nunca viu, recomendo ir à locadora e procurar o filme “O Ascensor Para o Cadafalso”.

Se alguém viu, me responda…teria final melhor para o filme?