Entre altos e baixos temos uma regular Bienal

Dica se for na Bienal, leve um casaco o ambiente está muito gelado.

Ontem eu passei a tarde na Bienal do Livro de SP. Já no inicio da feira fui surpreendido por um grupo de estudantes [garotos da quarta série], uma das garotas do grupo havia comprado a biografia do Ozzy. Quando eu comentei:“Nossa compraram o livro do Ozzy” a pequena garota se levantou e gritou Rock and Roll.

Essa era uma prova que o Rock ainda está vivo, só que logo mais a frente eu me frustraria. Havia um grupo de garotas com calças coloridas e camisas do Restart. Sim aquele momento mágico inicial foi tragado pelas cores do Arco íris.

Voltando a Feira, que estava bem vazia [Tudo bem era uma segunda a tarde], comecei a explorar as minhas editoras favoritas. Comecei pela Editora 34. Pra quem não se lembra a editora 34 tem a coleção Leste. Onde os mestres da literatura Russa foram reeditados em material nobre.


O pessoal da editora foi muito atencioso comigo [justo comigo cliente chato], tiraram todas as minhas dúvidas. O legal que os livros estão com um preço excelente cerca de 20 a 25 % mais baratos do que as livrarias.

Segundo espaço visitado foi a Cosac Nayf. Editora que entrou esse ano no país e já começou arrebentando e trazendo os melhores títulos na área de Filosofia e reeditando clássicos como Moby Dick [paixão a primeira vista] em uma edição de capa dura e material de primeira. A roupagem ideal para este clássico.


Depois disso continue passeando pela Bienal [ai começou uma parte chata] centenas de editoras de revistas de oferecem brindes se vc mostrar a numeração do seu cartão. Esse tipo de prática é muito comum em shoppings e até na rua. Só que trazer isso para dentro da Bienal é um incomodo para os visitantes, pq a maioria dos vendedores é muito insistente.

Então já adotei a tática do Não tenho cartão!

Assim que falava que não trabalha com a linha de crédito os sorrisos reservados pra mim viravam cara fechada e olhar de desprezo.

Foi ai que achei o box da Objetiva. Que tem a linha Alfaguara. Pra quem não sabe a Alfaguara é um selo que veio para o Brasil depois do enorme sucesso na espanha e em outros países do mundo. A quantidade de títulos desta “Linha” é gigantesca de escritores licenciados.


Todos os livros da Alfaguara estão com desconto de 30 a 70%. Vale a pena dar uma passadinha lá. Só pra lembrar a editora tem no seu cartel de escritores Mário Benedetti, Llosa e Comarc. [Todos escritores q já tiveram suas resenhas publicadas aqui]


Depois disso passei na Companhia das letras que recentemente fez um Joint Venture com a Penguin Books. Que promete trazer alguns clássicos esquecidos da literatura mundial e mandar os nossos clássicos para fora do Brasil. Espaço elegante e foi o que eu mais tirei fotos e menos vi livros.

Tirei uma foto com a amável mascote da editora e sua geladeira.



Pausa para comer. Ai veio a segunda decepção do dia, a Bienal não tem muito onde comer, e além disso as barracas despreparadas para atender ao público, causando filas e desconforto. Arrisquei em algo básico. Para beber fui de Mate.

A barraca do rei do mate estava totalmente despreparada, as maiorias das bebidas do cardápio estavam em falta, os lanches frios e a bebida sem açúcar, sem contar o atendimento ruim. Se for a Bienal não passe na barraca do Rei do Mate [q saiu de casa sem a coroa]

Fugindo dos comes e bebes [pra lá de chateado] continuei andando pela feira. Fui ver o Espaço Gourmet. Nesse espaço de hora em hora está rolando palestras e degustações [não ia dar tempo q pena]

Pra fechar o passeio fui até a LPM Pocket. A consagrada editora colocou todo o seu acervo de livros a disposição com preços reduzidos, descontos de 10 a 15%

Hj volto pra Bienal…pq hj é dia de comprar…

Anúncios

3 comentários em “Entre altos e baixos temos uma regular Bienal

  1. debondan disse:

    Parabéns pela matéria ! Esclarecedora e bem humorada na medida certa.
    Em relação ao aforismo da semana…Victor Hugo sabia mesmo das coisas. Sou sua fã!
    Quem sabe , tua tb, em breve.
    abraço
    Denise

  2. Voltando aos velhos posts..que maravila..tudo bem explicadinho..adoreiii
    ehehehehhe
    achoua caneca? é bonita?

    J^^h

  3. Ingrid A. disse:

    Ah adorei o post…eu sou muito tonta..qnd a bienal tah no rio, não ligo pra ela, qnd ela se vai, tenho curiosidade. D:
    bem…com certeza iria ateh essa editora 34 logo d primeira…stand bacana e me dá “proximidade” com os livros…d ver o stand me deu vontade d ler…o Cosac Nayf os livros parecem tão distantes q me dá vontade d evitar a fadiga..os titulos fficam longe nem dá curiosidade.

    Nunca te disse isso, mas toda vez q leio algo no teu blog me dá sede de cultura. vontade d ir ao cinema (um dia eu vou!) e de me afundar em livros.

Comente [Vamos dividir um Drink!]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s