Com Frio e chateado com Pão de Açúcar..(fim do Bravíssimo)

Caramba Sr.Abílio o senhor deu mancada com a gente.

[Apesar do Post Triste tenho uma boa nova, o Blog da querida Helena Miranda voltou depois de um tempo de férias, Se não conhece o Momento Mulherzinhas ta perdendo tempo. Clique aqui]

Terça feira é minha folga, momento sagrado na minha semana, momento pra fazer a minha vontade e a de mais ninguém. Nas terças eu costumo colocar meu Chapéu Panamá, pegar o meu carro e ir tomar café às 10hs da manhã no Pão de Açúcar da Av.Washigton Luiz.

Lá é um ambiente bem agradável e divertido, ai vc vai me perguntar: Pq raios vc vai em um mercado tomar café ?

Finado Bravíssimo

Pq lá tem [tinha] um dos cafés mais deliciosos do mundo, o Café Bravíssimo, e além disso é pertinho de casa e ainda dentro do mercado posso comprar Gérberas para a minha mãe [Q na verdade não gosta de Gérberas, mas eu sim], sem contar que sempre acabo levando um vinho pra casa e ainda posso ler a Folha de São Paulo do dia sem gastar nada.

Mas nessa terça fui surpreendido, quando fui pedir o café a moça educadamente me responde: Moço não tem mais no cardápio.

Naquele momento fiquei indignado [falei a Palavra Raio!, umas 15 Vezes] e me lembrei que um leitor do blog havia comentado isso em um post sobre o café. Sim era real o Bravíssimo está extinto da rede Pão de Açúcar. Mas pq ?

Essa eu não sei responder, mas para salvar meu dia comprei as Gérberas, um pote de Nutella e voltei pra casa. Fiz então meu próprio Bravíssimo.

Segue a Receita:

Ingredientes

Uma colher [Generosa] de Nutella.

Uma Xícara de Café forte [sem Açúcar]

Modo de preparo: Coloque a colher “abarrotada” de Nutella no fundo da xícara e despeje o café sobre ela, que vai se derreter aos poucos. Sem mexer a colher, sirva.

Fazer um Bravíssimo em casa é bem simples, mas e o ambiente e as Gérberas…

Feito em casa

Faço esse post chateado com o Pão de Açúcar…vou entrar em contato com a Central de Atendimento...espero pelo menos uma explicação lógica. Se tiver uma resposta eu faço um novo post por aqui.

[Clique aqui e leia minha primeira Nota sobre o Bravíssimo]