Eu acho q quero ser Tarantino (Um Pouco de A Prova de Morte)

Ok…Ok…só por um dia…vai.

Na segunda eu fui ao Belas Artes [cinema q está pra fechar] assistir o novo/velho filme do Tarantino, pq novo/velho?

O Filme é de 2007 e só chegou em terras Brasileiras agora. Pq isso? Tarantino é Cool não POP. Ter um UNO é POP, ter um PUMA GT VERDE é Cool . Usar Wayfarrer é POP, ter um Persol é Cool. Avatar é POP , A Prova de Morte é Cool. 

Tem gente q achou o filme uma merda , sim alguns podem dizer isso, mas não podem negar suas referencias.  E outra vc não pode ir a uma igreja sem entender o PQ de tudo aquilo, se não souber o PQ , aquilo tudo vai ser chato mesmo.

 

Stunt Mike

Tarantino usou Arte para homenagear a Arte. Grind House  [O real nome do projeto que consiste em dois filmes A Prova de Morte + Planeta Terror] é o nome da sessão de cinema dos filmes B [filme de terror, Scifi entre outros] filmes de baixo orçamento, filmes de Ed Wood e Sam Peckinpah [Homenageado nos créditos].

Não vou falar mais sobre a intenção do filme, pq esse post tem o intuito de apontar a Boa trilha sonora do filme.

Desde Pulp Fiction Tarantino tem acertado em cheio nas escolhas das músicas e de seu elenco, sempre destacando a beleza feminina [em especial seus pés].

Para compor a trilha ele colocou alguns clássicos dos anos 70 como T.Rex a Banda de Marc Bolan, que se não tivesse sofrido o acidente de carro, hj seria uma das grandes bandas do cenário do ROCK.

Contrastando com a banda conhecida temos a habilidade de garimpeiro de Tarantino, que resgatou a banda Smith [nada de Morrissey] essa Smith é uma banda de Groove dos anos 70. A música em questão e a bela Baby It’s You.

 

Mulheres e Boa musica...tem vida melhor

Pra marcar [não sei se pela cena  ou pela música] a banda The Coaster toca o R&B Down In México. A música embala a maravilhosa LAP Dance que o Stunt Mike ganha da Bela Butterfly.

  1. “The Last Race” — Jack Nitzsche
  2. “Baby, It’s You” — Smith
  3. “Paranoia Prima” — Ennio Morricone
  4. “Planning & Scheming” — Eli Roth & Michael Bacall (dialogue)
  5. “Jeepster” — T. Rex
  6. “Stuntman Mike” — Rose McGowan & Kurt Russell (dialogue)
  7. “Staggolee” — Pacific Gas & Electric
  8. “The Love You Save (May Be Your Own)” — Joe Tex
  9. “Good Love, Bad Love” — Eddie Floyd
  10. “Down In Mexico” — The Coasters
  11. “Hold Tight!” – Dave Dee, Dozy, Beaky, Mick & Tich
  12. “Sally and Jack (From the Motion Picture Blow Out)” — Pino Donaggio
  13. “It’s So Easy” — Willy DeVille
  14. “Whatever-However” — Tracie Thoms & Zoë Bell (dialogue)
  15. “Riot In Thunder Alley” — Eddie Beram
  16. Chick Habit” – April March

Bela Ruiva

Pra curtir a trilha sonora [Clique aqui e baixe].

Agora vá para o cinema por conta e risco, e se divirta ou não com A Prova de Morte, eu me diverti muito.

Anúncios

3 comentários em “Eu acho q quero ser Tarantino (Um Pouco de A Prova de Morte)

  1. deaawvhvj disse:

    MAjtKn hazmwtqmejvm, [url=http://bygtaerrqdpb.com/]bygtaerrqdpb[/url], [link=http://mnkfrprlagyf.com/]mnkfrprlagyf[/link], http://njxzxqujanqr.com/

  2. Tarantino rules! Seeempre me divirto…
    😉

  3. […] diretores que mais influenciou Quentin Tarantino, tanto que em seu último filme exibido no Brasil [A Prova de morte clique e leia mais] o nome do diretor aparece nos créditos […]

Comente [Vamos dividir um Drink!]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s