Surpreso com o Terror (O Legado de Valdemar)

SP Terror…as falhas do cinema moderno.

Lazaro Valdemar

No meio da semana eu acabei desistindo de ir ao SP Terror, na verdade estava meio ocupado e não seria possível ver O Legado de Valdemar. No Sábado a noite recebo um e-mail de uma fã do Blog me dizendo que tinha arrumado ingressos para o filme [graças a contatos de publicidade dela], e perguntando se eu ia.

Disse que não, pq tinha coisas pra resolver no Domingo, mas a bendita acabou me convencendo a ver o filme. Dando-me o ingresso de presente, mas ela mesma não ficou pra ver o filme, tinha coisas pra resolver.

O evento estava animado, chegando a quase lotação da sala, muitas pessoas da fila tinham adquirido o pacote com dez filmes, e me contavam da experiência dos primeiros filmes. Os filmes mais comentados foram Dirty Love e a Centopéia Humana.

Dirty Love, foi aclamado como genial já a Centopéia Humana, como “o filme mais doentio já visto”. Ao iniciar o filme percebi que havia um cavaleiro com Notebook sentado na sala, ele era o cara da legenda, sim a legenda era colocada simultaneamente com o decorrer do filme.

Crowley

O filme começou, a primeira impressão negativa que tive, foi que o filme fora tirado de um DVD baixado na Internet. A Imagem estava toda digitalizada, e a legenda extrapolava o tamanho da tela, e por conta disso o cara da legenda projetava a nova legenda em uma parte mais baixa da tela [sim o cúmulo do improviso].

Pra piorar a noite, logo no começo do filme o projetor dá problema e o filme é paralisado por 10 minutos, trazendo a ira de algumas pessoas. Algumas chegaram a sair do cinema, outras só ameaçaram sair.

Eu esperei e logo fui recompensado com um excelente filme de terror, com uma trama envolvente e cheia de referencias clássicas. O filme se passa no presente, e logo muda de “tempo” e vai para o final do século XIX, pra contar sobre o Legado de Valdemar.

Os Valdemar não podiam ter filhos e sonhavam em adotar crianças e as ajudar a encontrar pessoas dispostas a criar crianças traumatizadas e sem família, pra tudo isso precisava de muito dinheiro, Lázaro Valdemar, começa a ganhar dinheiro enganando pessoas em sessões espíritas, onde ele tirava foto de espíritos. Um truque muito usado na época.


Em uma dessas exibições um jornalista descobre tudo e manda Lázaro para a cadeia. Eis que aparece Aleister Crowley [Sim o famoso mago/bruxo/charlatão da Europa] e armando um plano livra Lázaro da cadeia, mas toda dívida tem um preço, ele pede a Lázaro que faça uma sessão espiritual em sua casa e convoca mais personalidades, como Bram Stoker [Renomado Escritor] e Lizzie Borden [famosa assassina].

Só que o ritual dá errado condenando a família Valdemar a maldição. O filme termina ai, prometendo uma seqüência O legado de Valdemar II.

Apesar da precariedade do Festival o filme surpreendeu, pela boa história e o uso moderado dos efeitos especiais, garantido um terror de primeira linha. Pesquisando na Internet, descobri que a história é baseada em um conto de H.P.Lovecraft, que ao lado de Allan Poe é mais um dos mestres do estilo.


A segunda parte, já foi filmada e está em pré-produção, se vai chegar aqui, eu duvido muito, quem sabe no próximo SP Terror, ou baixando em um site da Internet.

Anúncios

3 comentários em “Surpreso com o Terror (O Legado de Valdemar)

  1. Marché Noir. disse:

    Olá! É bacana ver um homem se interessando por moda quando este não é seu ramo de trabalho oficial.
    Mas então, no meu blog tem post todo dia sim! Assiduidade é uma ótima estratégica de marketing e eu gosto de manter uma continuidade fixa no blog.
    A pulseira como todas as peças que levam o nome Marché Noir foram feitas por eu mesma! Gosto de trabalhos artesanais e acho que faço muita coisa porque não encontro do jeito que eu quero.
    Ah, bom-humor é sempre muito bem vindo, mesmo que este seja mais cauteloso, como o meu!
    Abraço!

  2. cade a caixa de chocolate?? ainda tou querendo matar um viu!!!!
    vou confessar que …nao li seuj post de hoje, deu prehguiça sabe..vim aqui só pra chatear vc seu chato, já qu vc nao ta perto se nao seria minha primeira opção como vitima do assassinato…hoje eu to dramatica, mas é dramatica assim meio panaca, hilario, idiota..nao consigo nem definir um conceito pra isso…pronto agora que desabafei vou embora…
    normalmente eu digo :
    um beijo ferds…mas hoje eu digo: Um tiro ferds

Comente [Vamos dividir um Drink!]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s