20 anos de Grunge (Confusões e mortes: o verdadeiro grunge)


Por Humberto Domiciano

O grunge foi um estilo musical marcado pelo sucesso repentino de diversas bandas, confusões e mortes prematuras.

Entre as razões para tantos acontecimentos em tão pouco tempo talvez estejam a própria temática dessas bandas, o estilo de vida dos integrantes e o próprio apelo em cima desses artistas.

Desde que o rock nasceu, histórias trágicas acompanham o estilo. Nos anos 50, Richie Valens e Buddy Holy morreram. Alguns anos depois vieram o trio Jimi Hendrix, Janis Joplin e Jim Morrison.
Sendo assim, entendo que o grunge não teve mais mortes do que outras épocas, mas elas foram bem marcantes.

A primeira delas aconteceu em 1990, quando Andrew Wood, vocalista do Mother Love Bone, teve uma overdose e morreu pouco depois do lançamento do primeiro álbum. O restante da banda passou pelo Temple of the Dog e hoje toca no Pearl Jam.

Alguns anos depois foi a vez de Kurt Cobain estourar a cabeça com um tiro
e por fim ao Nirvana e simbolicamente ao próprio grunge.
No entanto, o caminho de Cobain até a morte foi bastante agitado. Shows desmarcados, cuspe e gestos obscenos para a câmera da Globo foram apenas pequenas demonstrações de seu poder de fogo. Além disso, constantes problemas com heroína e cocaína e brigas com Courtney Love rechearam o cardápio.

No final da década de 90 foi a vez do Pearl Jam experimentar a maldição. Antes de uma apresentação da banda na Noruega, no Festival Roksilde, oito fãs morreram esmagados durante tumulto. O show era um dos primeiros da turnê de “Binaural”.

Tributo a Kurt

Por fim, em 2002, Layne Staley, vocalista do Alice in Chains, morreu de overdose de heroína e cocaína. A banda retomou as atividades em 2007 e gravou um bom álbum, lançado em 2009.

Agora ele vive no Guitar Hero

Anúncios

7 comentários em “20 anos de Grunge (Confusões e mortes: o verdadeiro grunge)

  1. Priscila disse:

    Agora me lembrei do filme The Runaways onde a Cherie deixa de ser uma pessoa que não usava drogas e fazia sexo causalmente em lugares nojentos (na realidade ela não fazia sexo casualmente antes em lugar nenhum, mas o que quis destacar é a parte do nojento) – eu sei que se ela não tivesse entrado na banda ela não seria rica, talvez tivesse uma vida de classe média baixa ou talvez média mesmo, mas acho que seria melhor do que ter uma vida prejudicada (DOENÇAS) por causa dessas coisas que ela fazia
    Confesso que acho se não fosse a péssima atuação da Kris – e os outros filmes que eu assistir dela nem achei a atuação dela PÉSSIMA – teria passado o filme inteiro (sem exageros) tendo PENA da Cherie

  2. O Kurt era lindoo neh….coisa mais fofa…estragado mais fofo….posso risar novamente que eu gosto do jeito largado que ele cantava???
    ehehehe beijinhus

  3. biritasite disse:

    hj 18/05/17, anunciado a morte de Chris Cornell .. encontrado mortal em um hotel.. causa da morte: suicídio por enforcamento……….

  4. biritasite disse:

    ah scott weiland tbm foi em 3/12/15

Comente [Vamos dividir um Drink!]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s