A espera acabou, A Humilhação chega as livrarias

“O verdadeiro mal da velhice não é o enfraquecimento do corpo, é a indiferença da alma”. André Maurois.

Se cometo algum erro neste blog, é o de não externar minhas paixões de maneira plena. Sempre que faço um post, tento não escrever sobre as minhas paixões mais fortes.

Quando eu escrevo sobre elas, em geral eu acabo caindo no erro de só escrever sobre a minha verdade. Compartilhar essa verdade nem sempre é bem vindo, o texto fica tendencioso.

Mas sinto-me no direito de falar deste escritor novamente. Após quase um ano de espera o livro A Humilhação [The Humbling] chega as livrarias brasileira [sim ele chega hj, as 14:37 vou buscar o meu exemplar encomendado], este é o 30º livro da carreira premiada do escritor Philip Roth.

 

Genialidade

Apesar de toda a sua vasta obra, o escritor não é muito famoso em terras tupiniquins. Tendo aqui sido publicado apenas seus livros mais famosos: Me Casei com um Comunista, Avesso da vida, Indignação, O Animal agonizante [o meu segundo livro favorito], Complexo de Pornoy, a Marca Humana e Homem Comum.

Todos publicados pela Companhia da Letras, que tem feito um excelente trabalho, tanto na parte gráfica como na tradução.

Neste novo livro, Philip Roth volta retratar a crise existencial do homem no fim da vida. Onde o protagonista é Simon Axler, [último dos grandes atores de teatro clássico]. Que em um certo dia, não consegue mais representar: “Ele perdera a magia. O impulso se esgotara”.

Preso dentro deste dilema o ator busca alento nos braços de Pegeen, uma mulher lésbica trinta anos mais nova e que recentemente voltou a desejar homens. Os dois consomem um amor forte e cheio de desejo, mas como em todo livro de Roth a queda sempre é certeira.

O livro não foi muito bem aclamado pela critica americana, que já rotula o livro, como mais um conto estendido sobre o fim da vida. Alguns críticos mais ferozes afirmam que esse desejo pela morte vem da idade avançada do escritor e da sua falta de criatividade [como seus personagens a queda].

Apesar disso, sempre vou achar o escritor genial. Que acabei conhecendo por mero acaso, depois de me apaixonar pela capa do seu livro [O homem Comum]. Devorei o livro em três dias, desde então o livro se tornou o meu favorito. Acho que a paixão foi tão arrebatadora, pq me identifico bastante com este Homem Comum do livro [Seu Personagem principal não tem nome apresentado].

E para solidificar essa paixão fiz leitura de outro livro [Animal Agonizante] me fez despertar mais ainda a paixão pelo Piano [instrumento q hj toco] e uma grande vontade de viver como David Kepesh [Personagem principal do livro].

Assim que concluir a leitura do livro posto por aqui a sua resenha.

Eros e Psique o Desejo

Anúncios

2 comentários em “A espera acabou, A Humilhação chega as livrarias

  1. eu nunca li livros desse autorr, =/
    eu jah tava xingando vc que nao tinha apareido aqui siahsiauhsiuhsasa
    achei que tinha dado o calote na gente…
    suiahsiuahsa
    beijinhus ferds

  2. YAS disse:

    Fiquei ansiosíssima para ler… Novidades postas… Espero sua visita! Au revoir!

Comente [Vamos dividir um Drink!]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s