Kate Nash volta amadurecida (My Best Friend Is You)

“Cada gota de silêncio é a chance para que um fruto venha a amadurecer”. Paul Valéry

[Hj a noite eu entro com mais uma notinha do Blog Momento Mulherzinha clique aqui]

Os três anos de Hiato de Kate Nash fez muito bem para a britânica, neste novo CD Kate se mostra bem mais madura e preparada para se livrar do estigma de ser mais um fruto podre do My Space.

Neste seu novo disco que leva o nome de My Best Friend is You, ela assina as 13 faixas do álbum além de ter gravado todos os arranjos instrumentais do disco. Do Piano ao Tamborim. Tornando o álbum muito intimista.

Kate Nash esquece um pouco das viagens do primeiro disco [Mariela e MouthWash] e se concentra em letras mais profundas, focadas no seu novo relacionamento, que como ela diz no nome do Disco: “Meu melhor amigo é vc”.

Kate apesar de “viajar” pouco neste disco acaba abusando da técnica de Spoken Words, como vemos em duas faixas. A técnica consiste em declamar a letra de uma poesia ou uma canção com um fundo musical leve, na verdade ela pode ser qualificada mais como uma expressão artística do que uma técnica em si.

Abaixo o faixa a faixa deste novo e excelente disco de Kate Nash

Madura e musicalmente melhor

1. “Paris” 3:04 – Totalmente Alegre e contagiante, lembra muito tudo do primeiro disco, deixando a impressão que é “só mais do mesmo”.

2. “Kiss That Grrrl” 3:41Esse titulo é familiar pra vc? Se sim levante a mão, mas aqui tudo é diferente, e todos sabemos que Miss Nash gosta de garotos.

Essa aqui é mais uma ameaça ciumenta pra seu namorado. Uma música bem leve, quase uma brincadeira, mas com uma bateria muita bem tocada ao fundo, que dita o ritmo dos avisos.

3. “Don’t You Want to Share the Guilt?” 5:05 – Essa é uma canção antiga de Kate, mas por motivos maiores não fez parte do primeiro disco.

Talvez vc não goste dela, ouvindo da primeira vez, pra gostar, vc tem q ouvir duas vezes, ai vc começa a gostar e até entender. Kate usa na segunda parte da canção a técnica “Spoke Words” que dá um toque surreal a canção.

4. “I Just Love You More” 3:05 – Muito parecida com o PLAY do primeiro disco, só que uma pegada mais levada para o PUNK do que a música eletrônica de PLAY. Acho q este é o lado “artista conceitual” de Kate, esse gritinhos que ela dá no meio da música lembra as loucuras de Bjork, mas de uma maneira bem mais leve.

5. “Do-Wah-Doo” 2:32 – Uma faixa bem simples e leve. Mas com um refrão divertido. Com o Piano acompanhando de maneira bem descompromissada, mas bem divertido. Vale destaque para o solo de guitarra que lembra muito da “Surf Music”. Canção que fale da competição e do ciúmes feminino.

6. “Take Me to a Higher Plane” 3:20 – As mudanças bruscas de ritmo fazem o ponto alto desta canção, levada em acordes simples de violão quando lenta e quando rápida o som lembra muito a das canções irlandesas feitas com violino.

7. “I’ve Got a Secret” 2:39 Uma canção estranha…escute vc.

8. “Mansion Song” 3:22 Uma das minhas canções favoritas. Ela usa o “Spoken Word” novamente, só que de uma maneira tenebrosa corridas em 1:43.

O resto é uma afirmação de que a garota mudou e está propensa a se tornar muito mais que uma garotinha do POP. A Loucura chega a lembra Mariela do seu primeiro disco, mas com um nível de insanidade bem maior.

9. “Early Christmas Present” 3:08 – Esta é uma decepção amorosa. Bem contada e cantada. Kate abusa da sobreposição de vozes e usando bastante do artifício eletrônico. Não é uma das minhas favoritas, mas tem cara de HIT.


10. “Later On” 3:34 – Uma bateria como as das bandas de SKA [estilo fanfarra], notas bem tocadas de piano, novamente o uso da sobreposição das vozes dando a impressão de muitas pessoas ao redor. Talvez a canção mais perfeita musicalmente. A música fala de uma paixão errada. Essa é uma das minhas favoritas.

11. “Pickpocket” 3:21 – O piano tem total destaque nesta canção podemos lembrar de Regina Spektor em tudo nesta canção. Pra mim sem dúvida a melhor música do disco. Uma bela canção de amor.

12. “You Were So Far Away” 3:26 Uma canção pra violão, uma das belezas desta canção é o som do vento ao fundo que contrasta com a voz sobreposta de Kate, mas essa mesma voz chega a estragar um pouco da harmonia da canção que tem uma letra linda e melancólica.

13. “I Hate Seagulls” (includes the hidden track “My Best Friend Is You”) 8:50 – Pra finalizar Kate nos mostra do que ela não gosta e eventualmente o que ela gosta, [Outra vez “Spoken Words”] como ela odeia queimar seu dedo e machucar seu joelho, mas ela ama ficar de mãos dadas com quem ela ama. Ou mesmo de como ela gosta quando o seu coração bate mais forte quando ela ve seu amor.

A musica acaba e se vc esperar pode escutar a faixa My Best Friend is You uma declaração de amor.

Espero q o amor dure…pq o amor fez bem.

[clique aqui e baixe o disco]

apaixonada