Com grandes referencias ao “Original”. O lobisomem acerta na mosca

Pai, pequei contra o céu e diante de ti ; já não sou digno de ser chamado teu filho. Parábola do Filho Pródigo.


[Depois de uma folga prolongada, retornei, agora para falar de cinema]


Na década de 40 o estúdio Universal estava para fechar as portas, seus filmes eram caros e não atraiam um grande público. Em 1941 a Universal recebeu um Script de um filme de baixo orçamento recusado pela “MGM Stúdios’. Este era o roteiro de Wolfman, e com uma aposta no escuro o estúdio decidiu filmar e levar ao cinema esta produção. E por ser diferente de tudo o que já havia aparecido no cinema o filme se tornou um sucesso e na sua carona outros filmes de “Monstros’ apareceram.

Este remake respeita totalmente o clássico, e como no original o Lobisomem é feito com maquiagem, contrariando a nova realidade Hollywoodiana de tudo ser feito por computador. O filme tem efeitos em computador, mas a sua maioria é feita como nos velhos tempos.

A história é bem parecida com o original: Assim como no clássico original de 1941, estrelado por Lon Chaney Jr., esta refilmagem também é ambientada na Inglaterra Vitoriana. Na história, Del Toro faz o papel de Lawrence Talbot, um homem que retorna da América para sua terra ancestral e no caminho é mordido por um lobisomem. Talbot começa sua assustadora transformação sob a lua cheia.

Olhe para mim...não existe mais vida aqui.

O filme antes de ser lançado, passou por problemas com o diretor original Mark Romanek, que sem explicações deixou a produção alegando divergências de idéias. Com isso o bom diretor Joe Johnston, assumiu o filme q já estava em processo de produção.

Com a nova direção, Joe mudou um pouco o visual do Lobisomem. O fizeram mais agressivo e assustador. Benicio Del Toro  encarnou bem o papel de pródigo. Em especial quando é preso e levado a um hospício[uma realidade na Inglaterra Vitoriana] e sofre as mais diversas torturas

Além do grande Benicio Del Toro, o genial Sir.Anthony Hopkins encarna o papel do Pai incessível [Uma das melhores atuações de Anthony Hopkins, na última década] vale ressaltar a cena onde ele toca piano e recita ao mesmo tempo parábola do filho pródigo.

Sem efeitos de computador

Pra contrabalançar a testosterona temos do outro lado a “Bela”. Emily Blunt, a Inglesa caiu bem no papel de donzela vitoriana. Outro personagem fundamental é o vilarejo Inglês, com seu bosque fechado onde tudo acontece.

Mesmo o homem que é puro de coração
e orar à noite
irá se transformar num lobo quando o aconitum florescer
e brilhar a Lua de outono.

Torturas

Vá ao cinema e veja este bom filme, que é garantia certa de boa diversão.

Anúncios

4 comentários em “Com grandes referencias ao “Original”. O lobisomem acerta na mosca

  1. Vanessa disse:

    Adoooooro Sir Anthony! *.*

    Bjosss!

  2. ...assim, assim... disse:

    Eu não curto muito esse tipo de filme, mas sabe que esotu curiosa por esse?!
    Saudades Ferdssssssssssssss
    Bjs, BJs!

Comente [Vamos dividir um Drink!]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s