Uma família despedaçada em busca de redenção (O Casamento de Rachel)

“As famílias felizes parecem-se todas; as famílias infelizes são infelizes cada uma à sua maneira”. Leon Tolstoi

Um quase Oscar


Toda família tem seus problemas, [umas mais do que as outras], toda a família tem um parente indesejado [umas mais do que as outras], toda família tem um irmão que não se dá com o outro [umas mais do que as outras]. Mas as reuniões especiais [Casamentos, nascimentos, bodas ou mesmo a morte] são pretextos para se esquecer as rugas do passado e tentar ao menos por uma noite, a união de todos.

Essa é a proposta do filme O Casamento de Rachel, este filme teve seu lançamento no Brasil no primeiro semestre do ano passado, e quando chegou por aqui foi aclamado pela crítica, como o filme mais sincero do circuito e coroando Anne Hathaway como a mais nova grande atriz do cinema americano.

Ciúmes e Amores Falsos

Kym [vivida por Anne Hathaway], uma menina viciada em drogas que deixa a clínica de reabilitação em que está se recuperando para voltar ao seio da família em pleno casamento de sua irmã, a Rachel do título [interpretada pela belíssima Rosemarie DeWitt]. Kym retorna, mas nada é como antigamente, com isso ela se sente uma pessoa estranha e indesejada, dentro da sua própria casa.

Kym tenta desesperadamente se desculpar com todos, mas a cada momento que tenta isso ela acaba se magoando mais ainda e a todos a sua volta, Rachel a noiva em questão já está cansada de ver o Pai [Bill Irwin que faz uma bela e comovente atuação] defender os erros da filha degenerada. Ao mesmo tempo em que tem ciúmes [O sentimento mais vil do ser humano] da irmã, e teme que ela roube a cena no dia do seu casamento.

Uma tentativa de Felicidade

Todas essas atitudes não ajudam Kym em sua recuperação, o que leva a viciada o pior final de semana da sua vida. Mesmo assim Kym tenta buscar o perdão de todos, ao mesmo passo que ela não se perdoa por ter sido responsável pela morte do seu irmão mais novo e com essa morte ela acabou destruindo a si mesma e a própria família.

Este filme foi escrito por Jenny Lumet, filha do diretor Sidney Lumet e tem direção de Jonathan Demme, que realizou o filme com câmeras digitais [dessa usadas para se filmar festas], dando a impressão que realmente estamos dentro do filme [como percebemos q a câmera balança algumas vezes].


Outro ponto positivo do filme, são seus diálogos, pouco foi seguido do roteiro, o diretor deixou os atores levarem as cenas dando mais naturalidade ainda ao filme, os diálogos às vezes são tão reais que chegam a constranger quem está assistindo [o que aconteceu comigo diversas vezes]

Apesar das boas atuações de Anne Hathaway e  Rosemarie DeWitt o filme em certos momentos peca pelo excesso, como nas cenas do casamento onde ficamos pelo menos 15 minutos vendo as danças no baile de casamento. O que não faz o filme ser fácil de se ver.

Se vc tiver em um dia ruim, não assista esse Drama, e se vc tiver problemas como sua família [como eu] talvez não seja uma boa pedida.

Tragédias tem o poder de romper os laços de amor das famílias

Anúncios

9 comentários em “Uma família despedaçada em busca de redenção (O Casamento de Rachel)

  1. Sabe que tem um livro da Marian Keyes chamado Férias?!, e que o título original é Rachel’s Holiday!
    E tipo, a história é meio parecida com essa sinopse que você descreveu!
    Não sei se é baseado no livro… Ia sair o filme, mas a Rachel seria a Catherine Zeta Jones…
    (#pensando)
    Vou pesquisar certinho a respeito….

    Mas adoro a Hathaway, o filme parece ser muito bom!
    OBS: Já tem pra baixar nos sites de filmes piratas (caham)
    (#faz de conta que eu não disse isso)

    Beijos!
    =*

  2. Aaah então amor, sobre o livro Calma, você não sabe.
    Assim que eu postei falando que queria, e não encontrava, eu sempre envio um email para a marca citada, a loja, produto, para conhecimento.
    O Stephan, me enviu um email, agradecendo a divulgação, disse que gostou muito do blog, e que me enviará um livro!

    Oooooun fofo né!

    Aaaaa então, eu estou entrando pouco no Messenger. Entro mas a noite, só que ando saindo bastante a noite, e as vêzes o Speedy aqui não colabora!
    Um erro!

    Mas ainda essa semana a gente atualiza os babados via messenger!
    =)

    Beijocas amor!

  3. Vanessa disse:

    Ai! Quero muito ver esse filme! Qd eu vi o trailer adorei!

    Mandei o site na data certa então né…rsrsrs…para evitar o furo no seu orçamento…

    Não sei não onde vc vai achar…=/
    O primeiro cd é o swim, de 2002…é ótimo!

    Bjosss!

  4. Silvana disse:

    Pelo que entendi o filme segue uma estética “meio” Dogma (?)… Câmera no ombro, etc?
    Puxa, que merda que nos chegam tão pousocs filmes bons em Belém e quando chegam, ficam poucos dias e são poucos divulgados.
    Ah, desculpe, prazer… Gostei muito do seu blog!
    Silvana.

  5. Herbert disse:

    Fazendo uma pesquisa me deparei com uma foto antiiiiiiiiga do seu blog, uma braquinha tomando vinho… mas de que site vc descobreu aquela menina???

Comente [Vamos dividir um Drink!]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s