Muros e as Grades (A queda de Berlim e dos muros internos)

“Nas grandes cidades, no pequeno dia-a-dia/O medo nos leva tudo, sobretudo a fantasia/Então erguemos muros que nos dão a garantia/De que morreremos cheios de uma vida tão vazia” Humberto Gessinger.

[Antes disso M1000 de Paris Bercy]

Esta semana um dos assuntos mais comentados e discutidos foi a queda do Muro de Berlim, e neste final de semana acabei lendo diversas matérias [Veja, Folha e Estado] sobre o ocorrido. E com base nisso acabei refletindo sobre a situação das pessoas do mundo, pessoas além da antiga Alemanha Oriental e da Ocidental [q viviam divididas pelo muro e pela ideologia].

BerlinWall1962Large

Muro de Berlim

Hj em dia não existe mais o Muro de Berlim, mas em vários lugares do mundo ainda existem “muros e grades” que da mesma maneira que te protege ele também te oprime e te distancia de uma verdade. Verdade essa que só pode ser conhecida com a troca de experiências, com o conhecer, com o sentir e com o mais esquecido de todos o viver [Hj em dia tudo é virtual].

“Sabemos o Valor de Tudo, mas não damos valor a Nada” Baudelaire

Essa virtualidade que torna tudo próximo e rápido, e que ao mesmo tempo estraga a maravilha da experiência [empírica] do aprender. Não vamos mais a Museus, não vamos mais ou cinema [Baixamos filmes], não arriscamos conhecer novas pessoas [entramos em Chats], não vamos mais a livrarias [compramos diretamente da internet] e claro não posso me esquecer do mais ridículo de todos, as brigas via Twitter [Me dá nojo dos Homens de hj em dia] .

A vida virtual está a cada dia criando muros mais altos e mais perigosos que o de Berlim.

Ok, eu sou um Hipócrita, tenho um Blog, tenho um MSN, uma conta de Orkut [Nunca entro, mas ta lá pra constar]. Mas assim como algumas pessoas que viviam dentro dos “Muros da velha Berlim” eu tento cada dia mais escapar desta realidade forçada pela nova sociedade.

Não tenho amigos virtuais, meu MSN é mais usado para o trabalho do q tudo, meu orkut nem foto minha tem. E adoro esta vida real, saiu sempre que posso, vou ao cinema, freqüento livrarias, saio a luz do dia [menos nos dias muito quentes], saio a luz do luar [minha luz favorita]. Se eu estivesse dentro do muro eu aposto que já teria sido preso e torturado.

liberdade-noturna_2239_1280x960

[E se vc quiser não leia apenas meu Blog, me chame pra conversar fora deste mundo virtual. Posso te pagar uma cerveja ou te levar pra jantar, vc que escolhe.]

fernando.neres_s@yahoo.com.br [Canal de comunicação, quebre esta barreira e se torne um amigo real, a queda do muro é um processo]

Anúncios

7 comentários em “Muros e as Grades (A queda de Berlim e dos muros internos)

  1. WLisboa disse:

    Vamos tomar uma Heineken? Mas tem que ser rápido, porque preciso voltar para ler meus e-mails, visitar meus fóruns, blogs, e conversar no MSN…

  2. Eu acho que a internet não é nenhum muro quando sabemos usá-la convenientemente!

  3. Ficou muito show..caramba não sabi q vc tinha tanto talento assim.
    O que eu mais gostei foi o coelho, ele tem um ar diferente dos outros coelhos..rsrsrs será q é a roupa dele…
    Então vc gosta de Fresno…perdeu ponto comido..
    Mandou bem Beijokas

    Oooooun!
    “não sabia que vc tinha tanto talento assilm”, OOOON! FOFO!
    hahaha…achei fantástico este coelho depois que eu terminei… cara, ele tá tão sério tipo “eii quem é você miguxo?”, hahahaha.

    Hahahaha, gosto de Cerrone, gosto de Joey Negro, gosto de Green Velvet, Blaze, Boriqua, e DJ André Ribeiro.
    Tavares tá com uma expressão muuuuuito boa vai Fê, não vem não!
    hahahaha.

    Beijos amor!
    Talita Ribeiro

  4. WLisboa disse:

    Não acho que isole. Como dito por Olhos Dourados, se soubermos usá-la é uma ótima ferramenta. Você, eu, ela e todos sabemos que hoje em dia a internet e tudo o que ela nos proporciona, assim como outros meios digitais e virtuais possibilitam inúmeros recursos. Proporcionando a agilidade, conveniência e autonomia para construir, divulgar, comercializar e até mesmo recrear (isso mais do que todos os outro juntos creio).
    Precisamos dela, e não infelizmente é inevitável.

    • ferdssp disse:

      Concordo em certa parte cavalheiro, mas o problema está se dando na relação entre as pessoas e seu meio, na verdade o seu meio hj em dia é virtual e não mais real.

      Se queremos Flores, entramos no site, se Queremos Pizza compramos por telefone….Onde estão as trocas de experiências e a vivencia deste mundo. Ou apartir de 2015 só usaremos Avateres, e não mais a nosso eu.

Comente [Vamos dividir um Drink!]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s