A noite do Sabbath

black-sabbath-the-end-final-tour-2016-presale-code-500x333

Faz anos que eu espero a chance de ver o Black Sabbath ao vivo, perdi essa chance algumas vezes. Mas agora a situação era mais preocupante, seria a última turnê de uma das maiores bandas de rock da história. Uma banda que soube misturar a temática dos filmes de terror dos anos 60 com acordes de guitarra poderosos.

Ver Ozzy, Tony Iommi e Geezer Butler juntos era um sonho da minha adolescência [hoje com 31] é me reencontrar com um Fernando diferente e com sonhos totalmente diferentes de anos atrás.

rs-208266-gettyimages-481801891

Para coroar esse momento, a chuva apareceu e assim Ozzy começou sua última jornada em terras Brasileiras com a magnífica Black Sabbath. Uma música que começa com um ritmo lento e termina de maneira apoteótica com os solos de Iommi e com versos que lembram uma história de filme de terror.

Is it the end, my friend?
Satan’s coming ‘round the bend
people running ‘cause they’re scared
The people better go and beware!
No, no, please, no!

Depois disso a chuva não deu mais trégua. Logo depois a banda emendou Faires Wear Boots, confesso que não é minha canção favorita, mas logo em seguida veio After Forever, uma não tão conhecida do grande público, mas uma das minhas favoritas.

Into the Void veio em seguida, bem mais pesada e rápida, e o público pode ver que a banda ainda tem força para continuar pelo menos por mais uma década.

O público estava incendiário também. Seguindo todas as ordens de Ozzy, mostrando sua habilidade de conduzir o público.

Logo depois de Snowblind, ouvimos as sirenes que anunciavam a chegada de War Pigs, canção que eu havia deixado de lado [tocava na rádio eu mudava de estação]. Sempre achei War Pigs uma música chata e com um ritmo lento e muito igual a muitas coisas que já havia ouvido.

Mas na noite de ontem foi minha vez de fazer as pazes com War Pigs. E relembrar como sua letra é forte.

Now in darkness, world stops turning
Ashes where their bodies burning
No more war pigs of the power
Hand of God has stuck the hour
Day of judgement, God is calling
On their knees, the war pigs crawling
Begging mercy for their sins
Satan, laughing, spreads his wings
Oh, Lord, yeah!

E quando eu achei que não poderia melhorar em seguida Ozzy chamou uma outra canção pouco conhecida, mas que também faz parte da minhas favoritas Behind the Wall of Sleep. E mais Sabbath com N.I.B.

57147ad5-black-sabbath-kick-off-australian-leg-of-the-end-tour-in-perth-fan-filmed-video-posted-image

N.I.B era a música que eu esperava ouvir, e por mim o show poderia ter acabado naquele momento. O baixo entrou com tudo e mostrou a competência de Gezzer e então Ozzy começou a dar as cartas e mostrando a razão do seu apelido de Príncipe das trevas, quando todo mundo cantou:

Look into my eyes, you’ll see who I am
My name is Lucifer, please, take my hand

Follow me now, and you will not regret
Leaving the life you led before we met
You are the first to have this love of mine
Forever with me ‘till the end of time.

A banda tocou mais alguns hits e finalizou com Children on the grave, com uma explosão de guitarra e baterias, e um Ozzy em boa forma. E de bis tivemos Paranoid.

O que anunciou o fim da turnê de uma das grandes bandas do Rock. E pior ainda está por vir, a banda realmente acabou. Quem sabe teremos a chance de ver o Ozzy por aqui, mas esse trio lendário, nunca mais.

Hoje dia 05 de dezembro, um dia após o Show posso dizer que comecei meu ano muito bem com os Rolling Stones e fechei de uma maneira espetacular com o Sabbath, dificilmente o ano de 2016 será batido.

Voltamos na quarta.

Natal Starbucks!

O Natal está cada dia mais perto. O Espírito de Natal já tomou conta das pessoas, as ruas estão enfeitadas com as cores do Natal e os copos da Starbucks também. Como já é uma tradição no mundo o copo vermelho também tomou conta das ruas, só que neste ano ele vem em Dez versões diferentes.

sb_23_launch_8-cups_line-up_2049_v6

E junto com isso as bebidas especiais de Natal. Esse ano temos o retorno da Floresta Negra [Versão Espresso, Latte e Frappuccino] essa se tornou uma das bebidas mais tradicionais do Natal da Starbucks.

E como a marca adora uma inovação ela criou o Sabor Panettone [Versão Espresso, Latte e Frappuccino], uma bebida bem harmoniosa e que vem acompanhada de frutas cristalizadas essa bebida foi pensada para o nosso mercado que adora Pannetone.

Eu adoro Panettone e a bebida se tornou a minha favorita deste Natal.

Carrot Cake e Bebida de Panettone

Carrot Cake e Bebida de Panettone

Para fechar temos a Cookie. Que vem do ano passado, diferente das outras duas ela só pode ser degustada na versão Espresso e Frappuccino.

Para acompanhar essas deliciosas bebidas temos os tradicionais Ginger Biscuits. E dado o sucesso do GingerMan ele já vem embalado para presentear aquele amigo especial.

A novidade fica por conta do Carrot Cake, bolo que eu tive a oportunidade de experimentar na tarde de ontem. Diferente do nosso bolo de Cenoura, ele é feito com cenoura, nozes e especiarias [Você sente um delicioso sabor de Canela] e com uma cobertura de cream cheese e açúcar de confeiteiro.

Além disso ainda temos o Donuts de Doce de leite que vem enfeitado para Natal e os Panettones De Caramelo ou de Chocolate Trufado, que assim como no ano passado pode ser encontrado em duas versões, 130g e 750g.

Sobre os Cafés e as Canecas eu deixo para outro Post.

Voltamos na segunda!

Poker e Gentleman Jack uma combinação perfeita!

maxresdefault

Na noite de ontem o Malditovivant foi convidado, pela Jack Daniels para uma partida amistosa de Poker com mais uns camaradas da imprensa, mas não era uma mesa em um lugar qualquer, estávamos dentro do maior evento de Poker da América Latina o BSOP Millions [Brazilian Series of Poker] organizada pela PokerStars.net

Como somos jornalistas e não profissionais recebemos um breve tutorial de como se portar em uma mesa de Poker, isso evita os erros bobos e faz a brincadeira mais divertida e com mais ritmo.

Eu que só tinha a vivência do jogo via Internet ou mesmo com meus amigos, foi uma experiência única, uma mesa de Poker com uma Dealer profissional é bem diferente e bem mais divertido.

img_3124

Suelen a única Dealer que me dava sorte no jogo

Então começou a rodada noturna de poker, fichas de verdade, um dealer, bons amigos e para coroar esse momento a brindamos a noite com o suave Gentleman Jack.

Para quem não conhece o Gentleman Jack é a bebida mais especial da marca, porém tem uma certa semelhança com o clássico Old No. 7. Porém o Gentleman Jack tem seu processo de filtragem mais apurado, com dupla passagem pelo filtro de Carvão. Isso faz a bebida ficar mais leve e ideal para te acompanhar nos melhores momentos.

Bela Garrafa!

Bela Garrafa!

De acordo com a Fernanda Paolone Gerente de marketing da marca: “Acreditamos que esse esporte traduz perfeitamente o LifeStyle do Gentleman Moderno, os comportamentos e os valores essências da nossa marca”.

Para quem quiser conferir mais do evento da BSOP e da Jack Daniels, tem até o dia 1º de dezembro. O Evento acontece no Sheraton WCT em São Paulo e tem entrada Gratuita.

Voltamos na Sexta com Starbucks!

Cappuccino Solidário [Natallate]

octavio-logooficial

O Natal é uma época de reforçar o espírito de solidariedade e lembra quem toda criança espera ansiosamente essa data, mas muitos não recebem o carinho ou mesmo o presente esperado.

Para mudar a realidade de muitos existe o Natalatte [clique e conheça o projeto], que se une com 37 cafeterias, entre elas a Octavio café para mudar a realidade de muitas crianças. Assim você pode esquentar o coração de uma criança com a doação de um brinquedo [novo ou usado em bom estado] e por ajudar o projeto a Octavio café te dá um Cappuccino.

É um gesto simples, mas que pode mudar o Natal de muitas crianças, o projeto que já está em sua terceira edição, chega a um recorde com 37 cafeterias envolvidas, ano passado com o engajamento de apenas 14 cafeterias o projeto arrecadou 4 mil brinquedos, que ajudaram as comunidades carentes da Zona Sul de São Paulo.

Você leitor do Blog e que sempre vai na Octavio Café tem até o dia 1º de Dezembro para ajudar as crianças e ganhar um Cappuccino. E você pode fazer isso nas duas unidades da Octavio, tanto da Faria Lima, quanto do Shopping Eldorado.

Ajude…

Voltamos na Segunda!

The Wall

Por K.Pigari

Na semana passada eu tive que assistir The Wall, aquele filme do Pink Floyd, para fazer um trabalho da faculdade. Pensando no filme, achei digno de um post.

O filme de 1982, do diretor Alan Parker [Coração Satânico] é baseado no álbum de mesmo nome do título e conta a história de Pink [Bob Geldof], que acaba levando para a vida adulta os traumas da infância.

tumblr_m9byq7lwlc1rcg2mzo1_1280

O roteiro foi escrito pelo vocalista e baixista da banda, Roger Waters, e mostra sua infância conturbada com a perda do pai, o relacionamento com a mãe super protetora, os traumas sofridos na escola devido ao cruel sistema educacional inglês da época, a relação com as drogas, o relacionamento com sua esposa e como lidava com tudo isso sendo um astro do rock.

The Wall não possui muitos diálogos, sendo mais metafórico e movido pelas músicas de fundo interpretadas por sequências de animação, que foram dirigidas pelo cartunista político Gerald Scarfe. Apenas duas músicas do disco não foram para o filme: “Hey You” e “The Show Must Go On”.

A trilha sonora se encaixa perfeitamente e é capaz de contar a história sem deixar lacunas. Como por exemplo na cena em que a música “The Happiest Days of Our Lives” é usada para fazer uma crítica aos professores que descontavam suas frustrações pessoais nos alunos: “But in the town it was well known when they got home at night, their fat and psychopathic wives would thrash then within the inches of their lives”.

18-filmes-musicais-que-farao-quem-nao-gosta-do-genero-mudar-de-ideia-14

Pink sofre com sua mãe super protetora [Mother]. Então cresce, se torna um astro de rock e, sem suportar a pressão, cai em depressão. Passa então a negligenciar a esposa, que se envolve com outro homem, Pink se sente depressivo com relação a isso e preenche este sentimento comprando bens matérias [Empty Spaces], e levando uma groupie para seu quarto [Young Lust], eventualmente esta vai embora após Pink surtar e destruir seu quarto [One Of My Turns]. O empresário de Pink, junto com o gerente do hotel e alguns paramédicos o descobrem e injetam drogas nele para que este possa se apresentar [Comfortably Numb].

10-the-wall

Dessa forma, o filme trata de situações e traumas vividos por Roger Waters, mas que poderiam ser vividos por qualquer pessoa que não consegue se “encontrar” e se “encaixar” na sociedade. The Wall também faz grandes críticas a uma sociedade marcada pelo consumismo e pelo espetáculo.

Contudo, a construção de um “muro” imaginário, reflete que qualquer pessoa consegue superar qualquer obstáculo na sua vida.

the-wall-movie