Amanhã é dia de comemorar o Café na Octavio Café!

Amanhã é celebrado em todo o mundo o dia Mundial do Café e a Octavio Café, não poderia ficar de fora e oferece para todos os seus clientes a oportunidade de degustar os seus maravilhosos Microlotes de Café.

Teremos quatro variedades de Café: bourbon amarelo, bourbon vermelho, catuaí amarelo e catuaí vermelho. Que podem ser preparados em dois métodos diferentes, o Hario e a French Press. As degustações ocorrem em dois horários diferentes: Shopping Eldorado, das 12h30 às 13h30 e Avenida Faria Lima, das 15h às 16h.

A Octavio Café é uma referência em preparo de café, tendo em sua loja mais de dez métodos de preparo e seus microlotes estão cada vez mais em evidencia no mundo do café, todos são premiados pela BCSA, mostrando o carinho e a qualidade que a Octavio leva a mesa dos seus clientes.

Se você não conhece muito sobre os Grãos, vale ressaltar que o Bourbon amarelo é equilibrado e traz notas de castanhas e caramelo, enquanto o vermelho tem sabor mais aveludado e com notas de damasco e mapple. Já o catuaí amarelo é lácteo com final de ameixa preta e o catuaí vermelho lembra aromas de frutas amarelas e açúcar queimado, com sabor marcante.

Octavio Café no Shopping Eldorado
Degustação dia 14/04 das 12h30 às 13h30
1º piso do Shopping Eldorado – Av. Rebouças, 3970 – São Paulo | Tel.: (11) 2197-6308
Matriz Octavio Café
Cupping seguido de degustação dia 14/04 das 15h às 16h
Av. Brigadeiro Faria Lima, 2996 – São Paulo | Tel.: (11) 3074-0110
Horário de funcionamento: de segundo a sexta-feira, das 7h às 21h. feriados, das 10h às 20h.

Voltamos na Segunda

Octavio Café volta para o Restaurant Week

O Restaurante Week chega a sua 20ª Edição [que vai até o dia 16 de Abril] e novamente teremos a presença do Octavio Café no evento. O tema central desta edição é a “Descoberta de Sabores” veremos durante todo o evento pratos com misturas pouco casuais.

A Octavio café preparou um cardápio especial com duas opções:

Para a entrada você pode escolher entre uma Salada de melancia com queijo chèvre, tomilho e redução de balsâmico ou Bolinho de risoto recheado de salmão e catupiry acompanhado de chutney de manga com hortelã.

Bolinho de Risoto

O prato principal fica entre um Arroz de pato com castanha de caju acompanhado chips de alho-poró ou Filé-mignon grelhado ao molho de gorgonzola acompanhado de legumes grelhados [A segunda opção é um pouco mais tradicional]

Arroz de Pato

Para fechar a tarde com chave de ouro, a sobremesa pode uma Torta mousse de cacau com calda de pimenta ou um Petit Gâteau de limão siciliano com calda de queijo e sorvete de frutas vermelhas.

Aquele Docinho

Esses pratos são servidos das 12 às 16 horas, no valor de 41,90 + R$1,00 [Dinheiro será direcionado para a fundação Cafú]. Neste valor não está incluso a bebida e nem o serviço de mesa.

E o evento só vale para loja principal. Eu participei da última edição do evento e ainda sinto saudades do delicioso Filé Mignon com arroz 7 Grãos e molho de Jurubeba.

Vai ser difícil superar esse prato.

O Malditovivant volta na sexta

A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell

Por Katia Soze

Baseado na animação de 1995, chamada por aqui de “O Fantasma do Futuro”, o filme se passa no ano de 2029 e conta a história de Major (Scarlett Johansson), a primeira ciborgue aperfeiçoada com cérebro humano que foi criada para combater crimes cibernéticos e perigosos vilões. A trama é adaptada de um mangá de 1989 e foi inspirada por obras clássicas como “Blade Runner” (1982), além de ter inspirado outras, como “Matrix” (1999).

A produção sofreu alguns protestos pelas redes sociais pela escalação de uma estrela americana para o papel principal, que na animação original é de uma japonesa. No entanto, é compreensível a escolha de Scarlet Johansson, considerando que o filme é uma adaptação de Hollywood e a intenção era fazer um blockbuster que pudesse atrair o máximo de pessoas ao redor do mundo. E, convém dizer, que sua interpretação no papel principal está excelente, assim como todo o elenco de apoio.

Visual de primeira

Dirigido por Rupert Sanders (de “Branca de Neve e o Caçador”), “A Vigilante do Amanhã” se diferencia bastante da proposta da animação original. Enquanto o primeiro filme era muito mais complexo e deixava várias questões filosóficas em aberto para que o espectador pudesse refletir, essa nova versão foca muito mais no passado de Major e no seu dilema interior para descobrir qual o seu propósito no mundo. Será que ser explorada como uma arma pelo governo é maneira mais correta de usar suas habilidades?

Sendo assim, apesar de um roteiro um tanto previsível, que vai parecer genérico para algumas pessoas, o filme compensa com o carisma dos personagens e principalmente pelo visual impressionante, que cria um universo futurista cheio de tecnologia. Com boas sequências de ação, o longa explora um tema muito relevante para a nossa sociedade atual, que é o roubo de informações sigilosas por meio de hackers e terroristas cibernéticos. É assim que o vilão Kuze (Michael Pitt) tenta seduzir Major para se voltar contra seus criadores.

Concluindo, considerando sua proposta de ser um blockbuster divertido e abrangente para as massas, “A Vigilante do Amanhã” cumpre o que promete e se for bem de bilheteria pode indicar o começo de uma nova franquia para a Paramount nos cinemas.

Certamente algumas pessoas vão esperar um pouco mais de profundidade e reflexão como a obra original, mas repito, esse nunca foi o objetivo deste live action, precisamos entender os filmes pela proposta que eles querem passar. Uma boa opção para quem procura uma trama de sci-fi repleta de ação, com um visual incrível.

Chiron e a busca pela identidade [Moonlight – Sob a luz do Luar]

636130808324827027-tns-enter-moonlight-mov

Estreia hoje nos cinemas Moonlight, o mais novo filme de Barry Jenkins. O diretor cria uma atmosfera cheia de lirismo para mostrar uma questão forte dos dias de hoje, que é a busca pela identidade.

A todo momento nosso protagonista, tenta se encontrar dentro de uma sociedade violenta e buscar respostas para se definir. Para representar essa mudança o diretor resolve recortar o filme em três atos.

Tudo começa com Little [Alex Hibbert] que o destino leva a um encontro com Juan [Mahershala Ali, que merece o Oscar por sua atuação] e sua esposa. Juan é um proeminente traficante da região, que se vê obrigado a cuidar do garoto que está perdido em uma região cheia de traficantes, e isso faz mal para os negócios, como ele mesmo diz.

moonlight2

Mesmo Juan sendo um personagem negativo, ele mostra uma ética forte, e adota o garoto como seu, e por vezes dá lições de moral na mãe de Little, uma das usuárias de crack da sua região.

Esse primeiro recorte mostra pouco sobre a vida de Little, mas é importante para entender o seu contexto.

Na segunda parte Little se torna um adolescente e não usa mais esse apelido, agora ele usa seu nome verdadeiro: Chiron [Ashton Sanders]. Com essa nova metamorfose, vemos um garoto mais frágil em uma vida de colegial, onde todas as incertezas do mundo pairam sobre a gente. Só que desta vez Chiron não tem mais a ajuda de Juan, ele faleceu, mas o jovem ainda busca repouso na casa do velho mentor, onde sua mulher ainda vive e o trata como um filho.

20151025_Moonlight_D10_C1_K1_0610.tif

Descobertas

É nessa fase que Chiron busca as respostas sobre a sua sexualidade. Ele encontra refúgio nos braços de seu amigo Kevin. Mas o destino começa a agir e a figura de Chiron é deixada para trás.

Violência

Violência

Nesse momento entramos no último recorte do filme e temos Black [Trevante Rhodes], uma cópia quase que fiel de Juan. Aquele garoto franzino e fraco que se chamava Chiron não existe mais. Black segue a mesma trilha de Juan. Porém o passado vem a tona Black se reencontra com Kevin e então temos a pergunta derradeira: Quem é Você?

Lirismo nas três vidas de Chiron

Lirismo nas três vidas de Chiron

Barry Jenkins não abusa de tomadas longas ou excesso de sentimentalismo para mostrar a busca. Ele usa o ambiente agressivo e forte da vida do gueto para desmistificar os personagens que vivem nesse meio. A busca de Chiron pela sua identidade sexual é vista como uma fraqueza entre seus iguais.

Essa ousadia de Jenkins que faz o filme se tornar genial e bonito ao mesmo tempo, infelizmente Moonlight tem poucas chances de vencer o Oscar, mas é um filme que merece ser visto.

moonlight

Voltamos na Segunda!

Hoje Kurt Cobain completaria 50 anos

Em 5 de Abril de 1994 o então Jovem Kurt Cobain escolhia morrer e assim abreviar sua carreira musical, nunca saberemos se ele fez tudo de caso pensando, ou se foi apenas mais uma daquelas noites ruins em sua vida. Ele tinha 27.

kurt-cobain-suicide-note

Na data de hoje muitos comemoram seu aniversário, ele teria 50 anos. Se pensarmos friamente, Cobain teve uma carreira relâmpago. Foram apenas sete anos. Ele começou o Nirvana em 1987, mas só atingiu o auge nos meados de 1991, com o seu famoso Nevermind.

Nesse curto espaço de tempo Cobain conseguiu imprimir sua marca em uma geração. O grunge se tornou forte e fez a cabeça de muitas pessoas graças a ele. Suas letras fortes e a sonoridade frenética cantava as incertezas e a dor que essa geração carregava, mas diferente da geração anterior, suas músicas eram impressas com a Ira.

Bleach [1989], Nevermind [1991] e In Utero [1993] são discos fundamentais para quem gosta de rock. A depressão e as dificuldades de relacionamento com Courtney Love, estão presentes nas letras das suas canções. O Unplugged de 1993 que seria seu último disco, flerta com uma mudança da banda. Mas não tivemos tempo de ver o que viria depois.

Muitas pessoas gostam de exercitar a criatividade e pensar como estaria Kurt Cobain nos dias de hoje. Será que estaríamos com um novo disco [depois de várias metamorfoses], ou ele teria se tornado um recluso?

Prefiro não pensar nisso, mas acredito que estilo destrutivo do cantor nunca ajudou muito e sua morte foi uma escolha, que o salvou de decepções maiores e um destino pior.

Abaixo minhas 5 canções favoritas da Banda.

About a Girl

Heart-Shaped Box [uma letra forte]

Rape-me

Polly

Lithium [para mim a melhor música de todas da banda]

Voltamos na quarta!